Resenha: Duplamente ferida / Nana Pavoulih

Resenha: Duplamente ferida / Nana Pavoulih

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

272 páginas || @nanapauvolih || @clubeessencia


Sinopse: A aguardada continuação da série Segredos “Theo era um homem visceral, emocional, intenso. Eu me enganei quando achei que poderia esconder tudo para sempre, criar um conto de fadas em cima de tanta mentira, como se meu amor fosse suficiente para desculpar tudo.” – Eva Theo Falcão é um homem que desde cedo se acostumou ao poder e ao controle, assumindo as responsabilidades sobre a família e os negócios, dedicando sua vida a eles. Ao conhecer Eva, pela primeira vez descobriu o que era amar loucamente e, decidido, se casa com ela, sem saber que Eva tinha chegado ali movida por uma vingança do passado e por uma tragédia entre as suas famílias. Quando descobre quem Eva é de verdade, o mundo de Theo desaba. Traído e enganado, ele fará de tudo para recuperar o controle de sua vida e punir seus traidores, inclusive Eva. Mas Theo não esperava que ela tivesse desistido de tudo por ele e estivesse disposta a lutar por seu casamento. Poderá o amor redimir uma vingança perpetuada por anos?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro DUPLAMENTE FERIDA, que eu recebi da parceria da Day, do lendo 1 bom livro com a Editora Planeta.

Obs: se você não leu o livro anterior, pode conter spoilers.

Theo Falcão, sempre esteve no controle e sempre teve o que queria. E o que ele queria agora é ter Eva ao seu lado.

Obstinado e decidido a ficar ao lado da mulher por quem nutre um sentimento, ele resolve se casar com ela.

Só que Eva, esconde segredos dos quais ele não imagina e quando esses segredos são revelados, Theo só quer se vingar de todos aqueles que só quiseram o seu mal.

A vingança agora mudou de lado. Quem será o ganhador dessa batalha onde no meio existem dois corações?

⠀⠀⠀⠀

🌷Sabe quando você começa um livro que é uma sequência do primeiro, e pelo que aconteceu no anterior você sabe que vai sofrer e que vai acontecer muita coisa que vai te fazer questionar seus sentimentos? Pois bem, é este livro.

Por ser uma continuação, a história começa justamente de onde termina o anterior e logo no começo dela, você ja se vê sofrendo, pois o Theo acaba descobrindo todos os segredos que a personagem Eva, escondeu no primeiro livro.

Tem muito sofrimento, tem muito ódio do Theo, porque a forma como ele trata a Eva chega a doer em você.

Ele é intenso e desde o primeiro livro você já sabe disso, e por isso é que você sofre mais.

Um homem apaixonado que é tão intenso quando desiludido é sempre um desafio. E eu confesso que já esperava isso.

Como você sofre, quer brigar, quer chorar de raiva, e mesmo assim a escrita da autora é tão envolvente que você não consegue parar de ler.

Não espere ser um romance fofo e leve, porque não é.

É doentio, é sofrido, é dolorido, é triste, é raivoso e tudo o que você pode imaginar.

Mas como parar? Você precisa saber o final, e o final te compensa e fecha bem a história desses dois que mostra que perdão, é um dos sentimentos mais puros que se pode demonstrar.

Resenha: Esse duque é meu / Eloisa James

Resenha: Esse duque é meu / Eloisa James

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

320 páginas || @eloisajamesbooks || @editoraarqueiro


Sinopse: QUINTO E ÚLTIMO VOLUME DA SÉRIE CONTOS DE FADAS.

Nas mãos de Eloisa James, autora de best-sellers do USA Today e The New York Times, os contos de fadas que amamos quando crianças assumem uma nova vida vibrante e sensual.

“A releitura de Eloisa James de A princesa e a ervilha contém a tríade romantismo, personagens envolventes e história cativante.” – Publishers Weekly

“Uma versão brilhante de mais um conto clássico. Você nunca mais olhará da mesma forma para ervilhas, colchões e até mesmo heróis.” – Library Journal

Era uma vez, numa época não muito distante…

Para Olivia Lytton, seu noivado com o duque de Canterwick é mais uma maldição do que uma promessa de ser feliz para sempre. Pelo menos o título de nobreza dele ajudará sua irmã, Georgiana, a garantir o próprio noivado com o carrancudo – e lindo – Quin, o duque de Sconce, um par perfeito para ela em todos os sentidos.

Quer dizer, menos em um, porque Quin está apaixonado por Olivia. A curvilínea, teimosa e inconformista irmã gêmea de sua noiva desperta um desejo desconhecido nele. Mas Quin nunca coloca a paixão à frente da razão, e a razão lhe diz que Georgiana é a noiva perfeita.

Quando eles não conseguem resistir à paixão, correm o risco de colocar tudo a perder – o noivado de Olivia, a amizade dela com a irmã e o próprio amor dos dois.

Agora só há uma coisa capaz de salvá-los, e ela espera no quarto, onde um magnífico colchão guarda respostas transformadoras ao enigma mais romântico de todos.

No quinto livro da coleção Contos de Fadas, Eloisa James traz de volta à baila uma pergunta antiga: será que a perfeição tem alguma coisa a ver com o amor?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro ESSE DUQUE É MEU, que eu recebi em parceria com a Editora Arqueiro.

Olívia Lytton sabe desde criança, que será uma Duquesa.

Apesar de sua família não ter títulos, ainda quando criança ela foi prometida ao Duque de Canterwick, porém isso está longe de ser algo bom.

Mesmo sabendo que seu destino não é ser feliz no amor, ela está feliz, pois poderá proporcionar a sua irmã gêmea Georgiana, a oportunidade de ter um dote e conseguir um bom marido.

E quando Georgiana tem a chance de conquistar também um duque, o Duque de Sconce, ela acredita que a irmã tirou a sorte grande.

O que ela não esperava era que esse duque fosse ser charmoso, carrancudo, lindo demais e que uma atração poderosa fosse surgir entre eles.

Mas Olívia sabe que ele é perfeito para sua irmã, mesmo percebendo a intensa atração que sentem um pelo outro.

Mas quem manda no coração? Onde muitos corações podem ser machucados, qual a melhor opção a seguir?

🌷Quando eu comecei a ler este livro, eu fiquei com sérias dúvidas se eu iria gostar ou não e que grata surpresa que ele foi.

Eu simplesmente viciei.

Me viciei de uma forma tão intensa, que eu não consegui parar até chegar ao final.

Meu fraco por amores impossíveis e contos de fadas é um adendo à parte.

Eu fiquei apaixonada. Eu amei a Olívia e sua língua afiada, ela é de uma inteligência formidável.

Eu adorei o Duque e seu jeito ranzinza, mas ao mesmo tempo doce e apaixonado.

Eu amei a Georgiana e também amei os demais personagens na história, incluindo a fofa, Lucy.

Eu acho que amei cada parte do livro.

Pra mim, um livro tem o momento certo para ser lido, e este livro chegou até mim no momento exato.

Ele me trouxe expectativa, me trouxe diversão, me trouxe amor, me trouxe esperança e me trouxe felicidade. Enfim, me trouxe sentimentos bons.

E não é pra isso que nós lemos? Eu leio para ficar feliz e este livro me trouxe o mesmo sentimento que eu tive quando li o primeiro livro desta série. E o que eu senti lendo o primeiro? Uma vontade absurda de ler ele novamente, porque o amor por ele veio e ficou.

Resenha: As garotas Madalenas /V. S. Alexander

Resenha: As garotas Madalenas /V. S. Alexander

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

288 páginas || V. S. Alexander || @editoragutenberg


Sinopse: Dublin, 1962. Dentro dos portões do convento das Irmãs da Sagrada Redenção opera uma das Lavanderias de Madalena da cidade. Outrora um lugar de refúgio, as lavanderias haviam evoluído para sombrios reformatórios de trabalhos forçados. É para lá que a jovem Teagan Tiernan, de 16 anos, é levada pela família, depois de ter sido transformada em personagem de uma intriga que também envolvia um jovem e belo padre.

Convivendo com mulheres “em desgraça” – mães solteiras, prostitutas, menores infratoras – e garotas comuns, cujos únicos pecados se resumiam a serem bonitas ou independentes demais, Teagan faz amizade com Nora Craven, uma jovem rebelde que pensava que nada poderia ser pior do que sua miserável vida familiar. As duas jovens se tornam reféns da Madre Superiora e de suas punições cruéis – sempre em nome do amor. Entre fracassadas tentativas de fuga, Teagan e Nora vão descobrir como é árduo o mundo exterior, principalmente para jovens de reputação arruinada.

Narrado com franqueza, compaixão e riqueza de detalhes históricos, As garotas Madalena é um primoroso romance sobre a vida dentro dessas polêmicas instituições da Igreja Católica. É uma história inspiradora de amizade, esperança e incansável coragem.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro AS GAROTAS MADALENAS que eu recebi em parceria com a editora Gutenberg.

O ano é 1962, e em Dublin existe o famoso convento das Irmãs da Sagrada Família, e neste convento duas garotas completamente diferentes acabam se conhecendo.

Enquanto Teagan Tierne é enviada para lá por causa de uma intriga envolvendo o seu nome e um jovem padre, Nora Craven é levada até lá por problemas familiares, nos quais sua família quer dar-lhe um castigo e assim fazer com que ela se transforme em outra pessoa.

Só que até o convento é como uma prisão. As meninas têm horário para dormir, são obrigadas a trabalhar o dia todo na lavanderia, não podem conversar entre si, não tem visitas e tudo o que fazem contra as regras, as fazem ser severamente castigadas.

Arrumando uma nova aliada e querendo fugir dali de qualquer forma, elas são capazes de qualquer coisa para viverem livres e buscarem a real felicidade.

⠀⠀

🌷Pensem em uma leitura super fluída e que você consegue ler o livro todo em poucas horas.

Foi meu primeiro contato com o autor e eu gostei bastante. Eu me senti envolvida pela história das Madalenas logo no início e passei a me apegar a eles, super ansiosa pra saber se elas conseguiriam escapar, e quais eram os segredos que aquele temido lugar guardava.

É uma leitura que consegue te transportar pra época e te faz ter uma clara visão de como as mulheres sempre sofreram e por coisas que nem de fato ocorriam.

Este livro fala um pouco sobre como tentam calar a sua voz, e que na maioria das vezes, somos sempre tachadas de culpadas.

Eu sofri com as garotas Madalenas, e torci tanto por um final feliz, mesmo sabendo que existem marcas e coisas que somos obrigados a nos submeter, que acabamos levando para toda a vida e que são capazes de “matar” até a alma mais positiva e brilhante.

Cruel e triste saber que muito do que está ali, por mais que seja “escondido”, é muito real mesmo atualmente.

Resenha: A dama mais desejada / Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway

Resenha: A dama mais desejada / Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

271 páginas || @juliaquinnauthor @eloisajamesbooks @connie.brockway || @editoraarqueiro


Sinopse: Original e deliciosamente divertido, A dama mais desejada esbanja perspicácia e sensualidade. E o melhor de tudo: é maravilhosamente gratificante.” – Booklist

“Apaixonante, alegre e divertido.” – Library Journal

Três das estrelas mais brilhantes dos romances de época convidam você para uma festa na casa de campo do ilustríssimo marquês de Finchley

Hugh Dunne, o irresistível conde de Briarly, precisa de uma esposa. Para ajudá-lo, sua irmã convida as mais elegantes damas da sociedade, assim como alguns cavalheiros, para uma festa em sua propriedade.

A reunião inclui a incrivelmente bela (e dolorosamente tímida) Gwendolyn Passmore, a sincera e adorável Katherine Peyton e a viúva lady Georgina Sorrell, além de alguns condes e até um arrojado herói de guerra.

Durante o evento, que promete ser o grande acontecimento da temporada, Hugh terá tempo suficiente para eleger a dama que mais deseja. A não ser que outro cavalheiro seja mais rápido.

Nesse caso, quem sabe ele acabe cortejando uma moça que definitivamente não está no mercado casamenteiro, e que vai exigir uma boa dose de perseverança…


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A DAMA MAIS DESEJADA, que eu recebi em parceria com a Editora Arqueiro.

O irresistível conde de Briarly, está à procura de uma esposa.

Depois de um acidente de cavalo, e sabendo que possui a obrigação de produzir um herdeiro, ele acaba se vendo obrigado aos laços matrimoniais.

Ao contar isso para sua irmã, ela decide criar uma lista de pretendentes e convida-las para passar uma época na propriedade de campo da família, já que a temporada social chegou ao fim.

E então ela convida a magnífica Gwendolyn Passmore, a decidida e encantadora Katherine Peyton e sua melhor amiga Georgina Sorrell, que é viúva e que precisa se distrair.

Além disso, Carolyn decide convidar alguns cavalheiros e outras damas, com o intuito de arrumar a melhor esposa para Hugh.

Só que alguns cavalheiros serão mais rápidos se Hugh não prestar atenção.

⠀⠀⠀⠀

🌷Fofura extrema esse livro.

Quando eu vi que ele seria escrito por três autoras, eu fiquei pensando em como elas desenvolveriam a trama e eu adorei a forma como elas construíram a história.

Com contos contando um pouco de cada casal que ia se desenvolvendo em meio a trama, e a cenas em comum, você logo fica torcendo por eles.

Achei os casais tão fofos e com uma química tão forte, que ficquei querendo muito mais deles.

Achei os personagens incríveis, doces, inteligentes e engraçados demais.

Eles têm umas brincadeiras no decorrer da história, que eu sorria só de imaginar eles naquela época brincando de esconde-esconde por exemplo.

Achei como um todo a ideia de criar este livro, muito boa.

Claro que a medida que você vai lendo, e pra quem conhece as autoras, você logo identifica qual foi responsável por cada casal.

Gostei muito do livro e estou ansiosa pra saber como será o próximo, já que esse apresentou casais muito fofos e divertidos.

Resenha: 36 perguntas que mudaram o que eu sinto por você / Vicki Grant

Resenha: 36 perguntas que mudaram o que eu sinto por você / Vicki Grant

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

252 páginas || Vicki Grant || @veruseditora


Sinopse: 36 perguntas que mudaram o que sinto por você é inspirado por um estudo real de psicologia, popularizado pelo The New York Times e a coluna “Modern Love”. Hildy e Paul têm as próprias razões para participar de um estudo do departamento de psicologia da universidade local que tem o intuito de “facilitar uma proximidade pessoal e, talvez, resultar em um relacionamento”. O experimento consiste em 36 perguntas, algumas inofensivas, como Quando foi a última vez que cantou sozinho?; outras nem tanto, como Qual sua mais terrível memória? As questões ajudam os dois a desnudar para o outro ― e para si mesmos ― sentimentos muitas vezes reprimidos. Segredos são revelados; vulnerabilidades, expostas. Hildy e Paul chegam ao fim do questionário entre risos e lágrimas, e baiacus voadores! Mas a pergunta mais importante permanece: eles se apaixonaram?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro 36 PERGUNTAS QUE MUDARAM O QUE SINTO POR VOCÊ que eu recebi em parceria com o Grupo Editorial Record.

Hildy e Paul acabaram de aceitar um novo estudo que consiste em responder 36 perguntas, onde o intuito é “facilitar uma proximidade pessoal e, talvez, resultar em um relacionamento”. Com algumas perguntas leves, e já outras bem mais complexas, eles acabam criando uma conexão, que até então não imaginavam.

Mas será possível que 36 perguntas podem fazer você se apaixonar por alguém? Ou este estudo vai ser em vão para ambos?

Será que pessoas tão diferentes, podem acabar se conhecendo tão bem, e aceitem desnudar sua alma para um até então completo desconhecido?

⠀⠀⠀⠀

🌷Sabe quando você termina o livro e não sabe o que sentir? Pois então, foi exatamente assim quando acabei o livro.

No começo eu tive um pouco de dificuldade de me conectar com os personagens, mas a medida que eu fui lendo e conhecendo eles, isso foi melhorando bem.

Algumas perguntas são bem difíceis, principalmente se você for realmente sincero.

Achei profundo em muitos momentos e gostei da troca de informação entre os personagens.

Não sei se sabem, mas esse estudo é real, e gostei da autora trazer isso para um livro.

Tem uma determinada carta que me deixou bem tocada, porque ali, senti de verdade que os personagens passaram a ser totalmente reais.

Pensando sobre a história e sobre nós mesmos, fiquei fazendo uma reflexão: como é você contar e confiar toda a sua história para um completo desconhecido?

Precisa ter coragem pra participar do estudo e apesar de ser por razões diferentes que os personagens participam, achei eles de uma coragem ímpar e acabei torcendo por um final feliz.

Resenha: O pretendente / Mary Balogh

Resenha: O pretendente / Mary Balogh

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

43 páginas || Mary Balogh || @editoraarqueiro


Sinopse: Se as circunstâncias fossem diferentes, Philippa Dean ficaria feliz em se unir ao visconde Darleigh. Não há dúvida de que ele é um cavalheiro perfeito e reúne tudo o que os pais dela desejam: tem um título, é lindo e respeitável. O fato de ter perdido a visão apenas reforça seu poder e sua força.

Mas Philippa não o ama. Seu coração já foi conquistado e só há uma decisão sensata a tomar: frustrar os planos de casamento com o visconde.

Julian Crabbe está desesperado para salvar a mulher por quem se apaixonou dois anos atrás. Na época ele era um jovenzinho inconsequente e merecia o desprezo dos pais de Philippa. Mas agora tem todos os predicados de um pretendente adequado e está determinado a provar isso antes que seja tarde demais.

Invadir a festa na propriedade do visconde? Ótimo. Impedir que o casal mais aguardado da temporada fique junto? Com certeza! Porque o amor não pode mais esperar.

“Essa é Mary Balogh em seu melhor momento. Todo mundo ama um herói ferido, e Balogh nos apresenta uma inesquecível história sobre o poder de cura do amor. ” – Debbie Macomber, autora de O amor mora ao lado


Olá leitores, hoje trago a resenha do conto O PRETENDENTE, que é o livreto 1.5 da série Clube dos Sobreviventes, que eu recebi em parceria com a editora arqueiro.

Philippa Dean sabe que um casamento com o Visconde Darleigh seria um ótimo negócio para ela e sua família.

Mas, ela não sente nada por ele, seu coração foi fisgado quando tinha apenas 16 anos por outra pessoa.

Ela sabe que o certo, seria aceitar este compromisso, mas agora que tem 18 anos, ela tem a chance do seu felizes para sempre com o homem que sempre sonhou.

Será que seus pais deixarão ela escolher seu par perfeito?

⠀⠀⠀⠀

🌷Que conto mais amor.

Ele é bem curtinho, e eu fiquei com um gostinho enorme de quero mais.

A autora conseguiu me fazer ter uma empatia enorme pela mocinha, porque ela mostra um lado humano que eu gostei bastante.

Eu terminei o conto querendo bem mais do casal, achei tão fofo o jeito deles.

Eu acho que quem leu a série, tem que comprar o conto que está disponível na Amazon, garanto que vale a pena.

Quem também adora casais que nasceram na adolescência?

Resenha: Correspondentes

Resenha: Correspondentes

Dia da Imprensa 🌷

#meuromeoindica

532 páginas || @globolivros


Sinopse: A Globo Livros lança, em parceria com o Memória Globo, Correspondentes – Bastidores, histórias e aventuras de jornalistas brasileiros pelo mundo, obra que reúne mais de cem histórias de jornalistas que foram ou são correspondentes internacionais da Globo. O livro, escrito entre a razão e a emoção, é composto por vinte autores que misturam fato e memória. Caco Barcellos, César Tralli, Edney Silvestre, Ernesto Paglia, Ilze Scamparini, Jorge Pontual, Lucas Mendes, Luís Fernando Silva Pinto, Marcos Losekann, Marcos Uchoa, Pedro Bial, Renato Machado, Ricardo Pereira, Roberto Feith, Roberto Kovalick, Rodrigo Alvarez, Sandra Passarinho, Sergio Motta Mello, Silio Boccanera e Sônia Bridi compartilham as experiências mais marcantes da carreira, em 49 países. São relatos inéditos, que levam o leitor a viajar no tempo e no espaço, percorrendo mais de quarenta anos de jornalismo da Globo no exterior.


Olá leitores, não sei se vocês sabem, mas hoje dia 01 de junho é comemorado o dia da imprensa.

É um dia muito importante, pois a imprensa tem como função preservar a liberdade de expressão e trazer notícias e informações sobre o ocorre em todo o mundo.

Pensando nisso, hoje trago como indicação o livro CORRESPONDENTES, que foi publicado ano passado pela Globo Livros, e que traz histórias de alguns dos maiores correspondentes jornalísticos do Brasil.

Segue a sinopse:

A Globo Livros lança, em parceria com o Memória Globo, Correspondentes – Bastidores, histórias e aventuras de jornalistas brasileiros pelo mundo, obra que reúne mais de cem histórias de jornalistas que foram ou são correspondentes internacionais da Globo. O livro, escrito entre a razão e a emoção, é composto por vinte autores que misturam fato e memória.

Caco Barcellos, César Tralli, Edney Silvestre, Ernesto Paglia, Ilze Scamparini, Jorge Pontual, Lucas Mendes, Luís Fernando Silva Pinto, Marcos Losekann, Marcos Uchoa, Pedro Bial, Renato Machado, Ricardo Pereira, Roberto Feith, Roberto Kovalick, Rodrigo Alvarez, Sandra Passarinho, Sergio Motta Mello, Silio Boccanera e Sônia Bridi compartilham as experiências mais marcantes da carreira, em 49 países. São relatos inéditos, que levam o leitor a viajar no tempo e no espaço, percorrendo mais de quarenta anos de jornalismo da Globo no exterior.

Muito interessante, não é?

Estou super ansiosa pra começar a leitura, pois sei que é um livro cheio de histórias reais e repassadas por pessoas que viveram e cobriram aqueles momentos.

Você também gosta de estar antenado sobre o que acontece no Brasil e no mundo?