Resenha – Minha Julieta / Leisa Rayven

Resenha – Minha Julieta / Leisa Rayven

Resenha - Minha Julieta / Leisa Rayven

Minha Julieta

Leisa Rayven | 352 páginas | Editora Globo Alt | Romance Hot


A esperada sequência de Meu Romeu traz de volta Cassie e Ethan, dois jovens atores que viveram uma paixão intensa, mas se magoaram profundamente. Agora, os dois vão estrelar juntos um espetáculo na Broadway e precisam resolver os problemas do passado. O que Ethan fez para que o coração de Cassie ficasse partido? Enquanto as lembranças dolorosas voltam à tona, Cassie tenta descobrir se Ethan realmente mudou – e se ela está disposta a dar uma nova chance a esse amor.


Olá amigos, hoje vou falar sobre o livro Minha Julieta da maravilhosa @leisarayven (já amo ela), e o que posso dizer deste livro? Só consigo pensar em uma palavra: ESPLENDIDO! .
Neste livro temos a continuação da história do Ethan e da Cassie, agora com a história contada logo após o primeiro rompimento dos dois e também no presente logo após uma das partes mais maravilhosas de ambos os livros.

Quando eu acabei meu Romeu eu surtei porque pensei: Deus e agora? Como a história vai desenrolar? E ela desenrola de um jeito que me encantou muito.

“O que você faz quando vê alguém que você ama se destruindo? Você tenta impedir?”

Sério eu simplesmente não conseguia parar de ler. Eu ficava pensando em como tudo ia se desenrolar, e a autora soube escrever perfeitamente isto.
Eu sou daquelas que adora ver como o amor vai se desenrolando aos poucos, em como ele vai crescendo e evoluindo com o tempo. E isso me faz amar a história.

“Se que você acha que fui embora porque eu não te amava, mas você está errada. Eu sempre te amei, desde o momento em que coloquei os olhos em você. Passei tanto tempo acreditando que tinha recebido o que merecia quando as pessoas me deixavam que não parei pra pensar que recebi o que merecia quando te encontrei.”.

E no final eu chorei, chorei muito. Porque quando você lê, você entra na história e eu sempre soube que eles mereciam um final feliz.

E o final feliz deles é lindo, fofo, e com tudo o que se tem direito.

“… lembro se algo que ele me disse há uns meses: se ele me amava ou não, não dependia de uma palavra. Era um fato, puro e simples. “
.