Resenha – Um dia / David Nicholls

Resenha – Um dia / David Nicholls

Um dia

David Nicholls

416 páginas | Editora Intrínseca


exter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas — vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.


Olá amigos, hoje é dia de resenha e quero contar um pouco sobre esse livro ♥️.

Em UM DIA, acompanhamos a história da Emma e do Dexter, que se conhecem no inverno de 1988, um dia antes de sua formatura e um dia antes se suas vidas seguires rumos apostos.
Enquanto a Emma é aquela típica moça que tem medo de seguir o que ama fazer, sendo uma mulher mais retraída e pé no chão, o Dexter é exatamente o oposto, um homem que só quer aproveitar ao máximo a sua vida.

Depois de seus caminhos cruzados naquele dia, eles acabam não conseguindo se “desligar um do outro” e acompanhamos a história dos dois pelos próximos 20 anos, sempre narrados no dia 15 de Julho.

O começo da história me prendeu muito, porque eu queria demais saber como ia ser o grand finale, porém, como é um livro narrado durante anos eu esperava o final “e viveram felizes para sempre”, este final parecia não chegar e em certos momentos eu queria logo pular pras últimas páginas já que ficou um pouco cansativo.

Fora isso, eu adorei como a história abordou o crescimento de ambos, adorei acompanhar a evolução e os erros e acertos dos personagens, e gostei bastante do final, já que ele fugiu um pouco dos padrões e me impressionou e me fez ir às lágrimas.

Este livro teve tanta repercussão que acabou sendo adaptado para um filme, e inclusive assisti ele e chorei igual quando estava lendo o livro. O filme é protagonizado pela linda da Anne Hathaway (o diabo veste Prada), e ela foi como eu imaginava a Emma.

Eu recomendo muito o livro pra quem quer um romance onde você acaba se vendo “em cena” e se vê passando por varias situações que os personagem passaram.

“Você pode passar a vida inteira sem perceber que aquilo que procura está bem na sua frente.”