Resenha – Simplesmente o Paraíso / Julia Quinn

Resenha – Simplesmente o Paraíso / Julia Quinn

Resenha

Julia Quinn

Simplesmente o Paraíso⠀⠀
⠀⠀⠀⠀
272 páginas | Editora Arqueiro


Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito…

Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista.

Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão…

Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente?

Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele.’


Olá, hoje trago a resenha do livro SIMPLESMENTE O PARAÍSO, que é o primeiro livro do Quarteto Smythe-Smith.
⠀⠀⠀⠀
Neste romance de época, conhecemos a Honória, uma violinista que todos os anos se reúne com suas primas a fim de tocar em um concerto, e que é uma diversão a parte, já que nos rende muita trapalhada e diversão. ⠀⠀⠀

“Ela o amava. Sempre o amaria. Isso fazia tanto sentido.”

⠀⠀⠀⠀
Por ser tratar de Júlia Quinn já da pra imaginar um romance de aquecer o coração né? E neste livro acompanhamos o florescer de um sentimento muito fofo, já que Honória e Marcus se conheceram ainda crianças. ⠀⠀⠀⠀
Apesar de nunca terem olhado um para o outro de forma diferente, acompanhamos o nascer de um paixão, que acontece assim do nada, já que um dia Honória que desesperada pra conseguir um marido, realiza uma emboscada no qual Marcus sem querer acaba caindo e resultando em momentos de diversão, e um pouquinho de sofrimento, já que em um bom romance de época não pode faltar aquela parte do nascer de um romance.
⠀⠀⠀⠀

“– Eu estava pensando que este momento é simplesmente o paraíso.

Ele ficou em silêncio por um instante, depois sussurrou, tão baixo que Honória não teve certeza se ouvira direito:

— O paraíso não poderia se comparar a esse momento.”

Quem me conhece sabe que eu sou apaixonada por romances de época e mais uma vez a Júlia Quinn consegue se sobressair e nos trazer um romance gostoso, leve e que acolhe a alma.
⠀⠀⠀⠀
Torci muito por um final feliz, e desde o começo torci muito por esse casal. Foi gostoso de ler, e me vi viciada na leitura até chegar a última linha. ⠀
⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀
Estou super curiosa pra conhecer a próxima Smythe-Smith ♥️.

Espero que tenham gostado, e até a próxima resenha.