Resenha – Codinome Lady V / Lorraine Heath

Resenha – Codinome Lady V / Lorraine Heath

Resenha

Codinome Lady V

Lorraine Heath

252 páginas | Lorraine Heath | @editoragutenberg ⠀


Cansada de rejeitar pretendentes interessados apenas em seu dote escandalosamente vultoso, Minerva Dodger decide que é melhor ser uma solteirona do que se tornar a esposa de alguém que só quer seu dinheiro. No entanto, ela não está disposta a morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias e, assim, decide ir ao Clube Nightingale, um misterioso lugar que permite que as mulheres tenham um amante sem manchar sua reputação. Protegida por uma máscara e pelo codinome Lady V, Minerva mal consegue acreditar que despertou o desejo de um dos mais cobiçados cavalheiros da sociedade londrina, o Duque de Ashebury. E acredita menos ainda quando ele começa a cortejá-la fora do clube. Por mais que ele seja tudo o que ela sempre sonhou, Minerva não pode correr o risco de ele descobrir sua identidade, e não vai tolerar outro caçador de fortunas. Depois de uma noite de amor com Lady V, Ashe não consegue tirar da cabeça aquela mulher de máscara branca, belas pernas e língua afiada. Mesmo sem saber quem ela é, o duque nunca tinha ficado tão fascinado por nenhuma outra mulher antes. Mas agora, à beira da falência, ele precisa arranjar muito dinheiro, e rápido. Sua única saída é se casar com alguma jovem que tenha um belo dote, e sua aposta mais certeira é a Srta. Dodger, a megera solteirona que tem fama de espantar todos os seus pretendentes.


Olá, hoje trago a resenha do livro CODINOME LADY V, que é o 1º livro da série Os Sedutores de Havisham.

A Srta Minerva Dodger se vê diante de mais uma situação chata, acaba tendo que rejeitar mais um pretendente que só está interessado em seu altíssimo dote, e decide então que é melhor ser uma solteirona do que viver um casamento infeliz onde seu marido só de casou por interesse em seu dinheiro.

No entanto, ela quer ter o direito de conhecer os prazeres que uma noite de núpcias trás, e decidida a isto ela resolve ir ao Clube Nightingale, que é um clube exclusivo onde as mulheres podem ter um amante sem ser descobertas.

Em sua primeira noite, ela acaba despertando o desejo de um dos homens mais da cobiçados da sociedade Londrina, o Duque de Ashebury, e disfarçada pelo codinome Lady V, ela acaba conhecendo os prazeres tão desejados.

Enquanto isso, Ashebury não consegue esquecer a mulher da máscara branca, e se vê cada dia mais fascinado por seu jeito de ser, e quando conhece em um baile uma mulher com a mesma língua afiada, ele não tem dúvidas de que encontrou a mulher que pode ser a solução dos seus problemas.

“-Que Deus me ajude. Não consegui parar de pensar em você. – Então a boca de Ashe desceu sobre a dela outra vez, exigente e decidida, como se pretendesse devorar cada pedacinho dela.Tola que era, Minerva exultou em ser desejada. Não importava que tudo que ele quisesse, tudo o que conhecia dela, fosse a superfície, o corpo. Finalmente, um homem queria levá-la para a cama. Um homem a desejava. E estava louco para possuí-la.”

Primeiramente que livro! Que jeito magnífico a autora construiu essa história. Eu que costumo ler muitos
romances de época, me vi completamente encantada com esse livro, tanto que não consegui parar de ler e quase virei a noite quando comecei. É um livro que prende do inicio ao fim, de uma forma magnífica e que não te deixa parar no final de um capítulo.

Nele você fica querendo saber mais e mais da história, já que ela nos mostra a sensualidade de uma forma diferente, onde palavras, gestos, e um simples tornozelo pode ser mais sensual do que muitas partes do corpo, e que jeito mais lindo de descrever as cenas. ⠀
Até as cenas mais quentes foram escritas de uma forma tão bem feita, que faz o leitor se sentir preso na história e não querer que ela chegue ao fim, de tão envolvente que é o livro.

Se eu pudesse eu daria um exemplar pra cada pessoa entender que o amor está em pequenos momentos e que todos têm sim seu par perfeito independente do jeito de ser da pessoa.