Resenha – Bibliotecas no Mundo Antigo / Lionel Casson

Resenha – Bibliotecas no Mundo Antigo / Lionel Casson

Resenha

Bibliotecas no Mundo Antigo

Lionel Casson

165 páginas | Editora Vestígio


Sinopse: Esta deliciosa obra conta a história das bibliotecas antigas desde suas origens, quando “livros” eram tábuas de cerâmica e a escrita, um fenômeno novo.
O renomado estudioso clássico Lionel Casson nos conduz em uma animada viagem, partindo das bibliotecas reais do Antigo Oriente, passando pelas bibliotecas públicas e privadas da Grécia e de Roma, até as primeiras bibliotecas monásticas cristãs.
Casson traça o desenvolvimento das construções, os sistemas, acervos e patronos das bibliotecas, considerando questões de uma ampla variedade de tópicos, como: quem contribuiu para o desenvolvimento das bibliotecas públicas, especialmente a grande Biblioteca de Alexandria? O que as bibliotecas antigas incluíam em seu acervo? Como bibliotecas antigas adquiriam livros? Qual era a natureza das publicações no mundo greco-romano? Como o cristianismo transformou a natureza dos acervos bibliotecários?

Assim como uma biblioteca recompensa quem a explora com tesouros inesperados, este interessante livro oferece a seus leitores a história surpreendente da ascensão e do desenvolvimento de bibliotecas antigas – uma história fascinante que nunca foi contada antes.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro BIBLIOTECAS NO MUNDO ANTIGO, que eu recebi em parceria com a Editora Vestígio.

Neste livro conheçamos a explorar como a escrita e as bibliotecas foram de fundamental importância na vida humana, e em como ela mudou nossa forma de pensar e agir.

No inicio do livro ele começa a falar primeiramente como surgiu a escrita, principalmente no Egito e Mesopotâmia que foi onde surgiram os primeiros escritos e como com ela o mundo foi mudando e evoluindo, e como foi surgindo os primeiros registros de bibliotecas já na região do Antigo Oriente.

Logo após Leonel dedica uma parte para falar de como os gregos que eram conhecidos por serem dotados de um alto nível de alfabetização contribuíram para a expansão da parte escrita e de muitas bibliotecas.

E não somente isso, mas fora isso o livo trás imagens como por exemplo de uma que retratavam mulheres lendo rolos, o que depois se tornaram os primeiros livros.

Depois o autor começa a retratar as novas bibliotecas, e sua expansão passando por Alexandria e chegando a Roma, onde grande parte da histórias das bibliotecas no mundo antigo é retratada.

Não sei se muitos sabem, mas aqui jaz uma grande curiosidade sobre mim.. eu amo e amo mesmo história, e quando eu fiquei sabendo desse livro que continha duas paixões que são livros e história eu fiquei bem interessada em ler.

Eu fiquei maravilhada o livro todo em como o autor conseguiu me levar numa viagem que foi passando por vários momentos e várias curiosidades e não somente das bibliotecas, mas de como a população vivia naquela época.

Eu estava maravilhada demais já no início e quando chegou Roma, nem sei como explicar o meu sentimento, pois eu tive a oportunidade de ir nas ruínas de muitas dessas bibliotecas, e hoje só paro e penso em como tudo aquilo foi um dia.

Só posso dizer por experiencia própria que aqueles lugares são mágicos, e que eu quase chorei quando vi que o livro estava chegando ao fim e eu queria ler mais principalmente da parte que fala de Roma e de todo o Império Romano (sim, eu sou em apaixonada por Roma kkk).

Foi uma leitura super prazerosa e que em nenhum momento ficou cansativa, e que pelo contrário prende de uma forma única e te faz conhecer mais e mais sobre a história da humanidade que eu particularmente amo demais.

Espero que tenham gostado, um grande beijo e até a próxima.