Resenha: A mulher com olhos de fogo / Nawal El Saadaw

Resenha: A mulher com olhos de fogo / Nawal El Saadaw

 

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

158 páginas || Nawal El Saadaw || @faroeditorial


Sinopse: Esta ficção é baseada no relato verdadeiro de uma mulher que espera sua execução em uma prisão no Egito. Sua história chega até a autora, que resolve conhecer Firdaus para entender o que levou aquela prisioneira a um ponto tão crítico de sua existência.

“Deixe-me falar. Não me interrompa. Não tenho tempo para ouvir você”, começa Firdaus. E ela prossegue contando sobre como foi crescer na miséria, sua mutilação genital, ser violada por membros da família, casar ainda adolescente com um homem muito mais velho, ser espancada frequentemente, e ter de se prostituir… até que, num ato de rebeldia, reuniu coragem para matar um de seus agressores, levando-a à prisão.

Esse relato é um implacável desafio a nossa sociedade. Fala de uma vida desprovida de escolhas, mas que em meio ao desespero encontra caminhos. E, por mais sombrio que isso possa parecer, sua narrativa nos convida a experimentar um pouco dessa liberdade encorajadora através das transformações internas de Firdaus.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A MULHER COM OLHOS DE FOGO que eu recebi em parceria com a Faro Editorial.

Firdaus está no corredor da morte.

Sabe que amanhã será sua execução e então decide contar sua história uma última vez, e ela só pede uma coisa: “Deixe-me falar. Não tenho tempo para ouvir você.” Firdaus não teve uma vida nada fácil, cresceu em uma vida de muita pobreza no Egito, teve uma mutilação genital, sofreu abusos do tio, foi espancada, casou com um homem contra a sua vontade, acabou se tornando prostituta e matou um dos “monstros” que conheceu durante a sua vida.

Este livro mostra o quanto mulheres ainda sofrem com o desprezo da sociedade e a falta de liberdade de expressão.

⠀⠀⠀⠀

🌷Que história.

Apesar de ser uma ficção baseada em um relato real, é impossível você não se apegar à personagem.

Sabe aquela história que mostra a descoberta de uma mulher e que nos relata como o mundo pode ser difícil, quando não podemos nem ter a chance de decidir as nossas escolhas? Pois bem, este livro é assim.

Um relato feminista, e que apesar de ser datado de 1972, impacta ainda de uma forma tão intensa, que você não consegue parar de pensar que alguém em algum lugar do mundo ainda sofre como ela sofreu.

É um relato de coragem, de medo, de descoberta, de aceitação, de tristeza, e de busca pelo auto conhecimento.

Fiquei triste em alguns momentos por pensar o quanto a personagem sofreu, e por ver que é tão real e factível que você só pensa: que mundo cruel.

Me fez questionar o porquê ainda temos que sofrer tanto. Porque uma mulher ainda não pode ser livre para escolher o caminho que quiser da sua vida? Porque ainda existem tantas Firdaus? Porque ainda temos que aceitar o que ela passou?

Este livro te faz questionar muitas coisas. E apesar de ter poucas páginas, ele tem uma profundidade tão grande, que eu sentei e não consegui parar de ler até chegar na última página.

Porque nós mulheres ainda temos que sofrer tanto para viver livres?

Incrível.

Triste.

Profundo.

Cruel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s