Resenha: Na hora da virada / Angie Thomas

Resenha: Na hora da virada / Angie Thomas

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

378 páginas || @angiethomas || @galerarecord


Sinopse: O aguardado segundo romance de Angie Thomas, autora do premiado best-seller O ódio que você semeia. Bri é uma jovem de dezesseis anos que sonha se tornar uma das maiores rappers de todos os tempos. Ou, pelo menos, ganhar sua primeira batalha. Filha de uma lenda do hip-hop underground que teve o sucesso interrompido pela morte prematura, Bri carrega o peso dessa herança. Mas é difícil ter a segurança de estrear quando se é hostilizada na escola e, desde que sua mãe perdeu o emprego, os armários e a geladeira estão vazios. Então, Bri transforma toda sua ira em uma primeira canção que viraliza… pelos piores motivos! No centro de uma controvérsia, a menina é reportada pela mídia como uma grande ameaça à sociedade. Mas com uma ordem de despejo ameaçando sua família, ela não tem outra escolha a não ser assumir os rótulos que a opinião pública lhe impôs. Na hora da virada dá aos leitores de Angie Thomas outra protagonista pela qual torcer. É uma história sobre lutar por seus sonhos e também sobre a dificuldade de ser quem você é, não quem as pessoas querem que você seja.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro NA HORA DA VIRADA que eu recebi em parceria com o Grupo Editorial Record.

Brianna Jackson tem dezesseis anos e sonha em se tornar uma rapper famosa como seu pai que foi morto, foi no passado.

Só que ela agora tem preocupações demais em sua vida agora, já que sua mãe acabou de perder o emprego, ela estuda em uma escola onde todos são preconceituosos com ela e está cada vez mais difícil alcançar o seu sonho.

E então no meio desse problema familiar, ela acaba escrevendo uma música que acaba sendo mal interpretada e que mudará sua vida para sempre.

⠀⠀⠀⠀

🌷Da mesma forma como o livro anterior da autora (o ódio que você semeia), neste livro a autora volta a tratar de temas bem profundos e importantes.

Este livro trata sobre o preconceito racial, social e cultural que infelizmente ainda está enraizado no nosso mundo.

A leitura é bem fluida, tanto que em poucas páginas você consegue se envolver com os personagens e apesar de em alguns momentos da “Bri” me irritar com algumas atitudes impulsivas, eu tentava o tempo todo me colocar na mesma situação que ela.

É aquele livro que por ser bem diferente da minha realidade me fez pensar demais em como o preconceito e o mundo ainda são muito injustos com as pessoas.

Somos todos iguais, não importa a cor, ou a nossa realidade financeira, até porque somos todos seres humanos que merecem ser respeitados independente de quem for.

É tão real em alguns momentos que é impossível você não se revoltar e querer brigar com todos para mudar algo.

A minha única critica com a história é que o final parece que a autora quis resolver tudo e acabou deixando muitas pontas soltas que me incomodaram e que não me deixaram dar uma nota máxima pra ele.

Eu não sei se ela pretende dar uma continuação para a história, mas espero que sim, porque tem alguns momentos que ficaram sem explicação e que gostaria de que fossem descritos.

Fora isso é uma história intensa e que eu recomendo para todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s