Resenha: A Guerra dos Mundos / H. G. Wells

Resenha: A Guerra dos Mundos / H. G. Wells

 

a guerra dos mundos

Resenha

A Guerra dos Mundos

H. G. Wells

296 páginas ||  Suma das Letras


Sinopse: “Eles vieram do espaço. Eles vieram de Marte. Com tripés biomecânicos gigantes, querem conquistar a Terra e manter os humanos como escravos. Nenhuma tecnologia terrestre parece ser capaz de conter a expansão do terror pelo planeta. É o começo da guerra mais importante da história. Como a humanidade poderá resistir à investida de um potencial bélico tão superior? Publicado pela primeira vez em 1898, A guerra dos mundos aterrorizou e divertiu muitas gerações de leitores. Esta edição especial contém as ilustrações originais criadas em 1906 por Henrique Alvim Corrêa, brasileiro radicado na Bélgica. Conta também com um prefácio escrito por Braulio Tavares, uma introdução de Brian Aldiss, membro da H. G. Wells Society, e uma entrevista com H. G. Wells e o famoso cineasta Orson Welles — responsável pelo sucesso radiofônico de A guerra dos mundos em 1938 —, que fazem desta a edição definitiva para fãs de Wells. “


Eu comecei esse livro e não gostei logo de cara. Mas assim que entendi a proposta dele não consegui largar! Eu li da metade pra frente em menos de dois dias. O que é bem pouco tempo, pois ele foi escrito no século 19 então requer uma certa atenção.

Esse livro é narrado em primeira pessoa por um personagem que não nos é apresentado formalmente, (não aparece seu nome em momento algum) como um relato posterior, feito em algum momento já depois do ataque alienígena. Era bastante comum ele usar expressões como “naquele momento ainda não sabíamos” e em outros “Caro leitor”. Tudo que sabemos sobre o narrador é que ele é um escritor de ensaios filosóficos, casado, e vive em um povoado próximo a Londres, onde os primeiros marcianos chegaram. E é por meio do relato deste homem que passamos por toda a invasão marciana e sabemos seus motivos.

Eu recomendo muitooo! Esse livro é uma das obras mais importantes da ficção cientifica mundial. Leiam!!
Tem a adaptação que não e nada fiel ao livro mas que da pra você curtir aí um filme bem feito e com o Tom Cruise 😁😍

Uma curiosidade:

No dia 30 de outubro de 1938, um programa de rádio desencadeou pânico nos EUA.
Foi a dramatização do livro, transmitida às vésperas do Halloween em forma de programa jornalístico, com efeitos sonoros, gritos, a emoção dos supostos repórteres e comentaristas. Tudo dava impressão a ivasão alienigena estar sendo transmitido ao vivo.
Foi ouvido por milhões de pessoas, só que metade sintonizou quando já havia começado, perdendo a introdução que informava tratar-se do radioteatro semanal. Entraram em pânico, com aglomerações nas ruas e congestionamentos causados por ouvintes apavorados tentando fugir do perigo.

 

Indicação – Declarar / Nina Lane

Indicação – Declarar / Nina Lane

Indicação

Declarar

Nina Lane

Editora Paralela


Sinopse: O casamento de Dean e Olivia West sobreviveu a segredos, desilusões e uma tragédia devastadora, persistindo mais forte do que nunca apesar das mais inimagináveis ameaças, até que uma simples mentira inventada por uma pessoa cruel e vingativa se mostra capaz de colocar tudo a perder.
Separado de seu lar pelo oceano Atlântico, Dean comanda uma escavação na Itália enquanto luta para salvar sua vida profissional. Mas a distância de sua esposa e do mundo à parte que construíram juntos é mais difícil do que ele imagina, principalmente quando ele descobre que Liv está passando por uma crise vinda do passado – um passado terrível do qual ele sempre tentou salvá-la…
Mais forte e confiante do que nunca, Liv está determinada a andar com as próprias pernas e, acima de tudo, defender seu marido daqueles que desejam derrubá-lo. Mas a visita inesperada de sua mãe traz à tona uma série de questões mal resolvidas que a assombram há anos.
No último e mais explosivo volume de Espiral do Desejo, Dean e Liv terão que superar os obstáculos mais difíceis de suas vidas enquanto respondem à clássica pergunta: há, afinal, força maior do que a de um grande amor?


Resenha: Hellraiser / Clive Barker

Resenha: Hellraiser / Clive Barker

 

capa_darksidebooks_lendo1bomlivro

Resenha

Hellraiser

Clive Barker

150 páginas || Editora Darkside Books


Sinopse: Escrito em 1986, Hellraiser – Renascido do Inferno apresentou ao público os demoníacos Cenobitas, personagens criados por Clive Barker que hoje figuram no seleto grupo de vilões ícones da cultura pop como Jason, Leatherface ou Darth Vader. Toda a perversidade desses torturadores eternos está presente em detalhes que estimulam a imaginação dos leitores e superam, de longe, o horror do cinema.

Clive Barker escreveu o romance Hellraiser – Renascido do Inferno (The Hellbound Heart, no original) já com a intenção de adaptá-lo ao cinema. O cultuado filme de 1987 seria sua estreia na direção, e ele usou o livro para mostrar todo seu talento como contador de histórias a possíveis financiadores. Nas palavras do próprio Barker: “A única maneira foi escrever o romance com a intenção específica de filmá-lo. Foi a primeira e única vez que fiz assim, e deu resultado”.
De leitura rápida e devastadora, Hellraiser – Renascido do Inferno conta a história de um homem obcecado por prazeres pouco convencionais que é tragado para o inferno. Inspirado nas afinidades peculiares do autor, o sadomasoquismo é um tema constante em sua arte.
“Por que, então, ele estava tão aflito de observá-los? Seriam as cicatrizes que cobriam cada polegada dos corpos deles, a carne cosmeticamente perfurada, cortada e infibulada, sendo a seguir coberta de cinzas? Seria o odor de baunilha que eles traziam consigo, a doçura que mal conseguia disfarçar o fedor que havia por detrás?


A maioria das pessoas conhecem essa obra de Clive Barker, por meio da adaptação cinematográfica Hellraiser, Renascido do Inferno, filme de 1987 dirigido pelo próprio Clive. Mas se você é fã do filme, não perca mais tempo, você precisa ler esse livro!
O livro te dá a visão de todos os personagens principais, mesmo sendo narrado em terceira pessoa, então você acaba sentindo todo o horror pelo qual os personagens estão passando.

Já nas primeiras páginas, você se depara aos anseios esquisitos de prazer de Frank, e para saciar esses anseios ele usa a Caixa de L’Marchant, onde a pessoa responsável pela abertura “supostamente” é contemplada com um prazer indescritível. E é em busca desse prazer que ele faz de tudo e acaba conseguindo desvendar o enigma da caixa que é uma espécie de quebra-cabeça e abri-la, mas as consequências disso são horríveis. O que é prazer para um, pode não ser prazer para outro.
Conhecida também como configuração dos lamentos e/ou cubo de L’Marchant é um dispositivo místico que atua como uma chave para outra dimensão ou plano de existência, a solução do quebra-cabeça abre um caminho para outras dimensões. Os habitantes desses reinos, os Cenobitas, são demônios que cultuam a dor como forma de prazer.

“Eles chamavam aquilo de prazer, e talvez, estivessem falando sério. Talvez, não. Era impossível de saber ao certo em se tratando deles, que eram tão irremediavelmente ambíguos.”

Então passado algum tempo, Rory, o irmão de Frank, muda para a casa deixada por sua avó,  com sua esposa Julia , essa é a mesma casa onde Frank iniciou o ritual da caixa de L’Marchant.
Logo ao entrar na casa, Julia já não gosta de cara do maior quarto, pois sentia que era um cômodo gelado e bastante úmido. Decidiu então que não seria ali com certeza o quarto do casal. Entretanto, ela estava prestes a descobrir que foi ali que Frank, seu desejo proibido, (isso mesmo, Julia nutre um “amor proibido” pelo seu cunhado) havia sucumbido aos prazeres dos Cenobitas.

Dias depois, Julia se sente atraída pelo estranho cômodo, quando uma voz que parece sair de uma das paredes se anuncia como Frank. A voz diz que o sangue derramado por Rory (dias antes, quando se machucou durante uma reforma) o despertou e que agora ele necessita de mais sangue para voltar totalmente à vida. Julia, já infeliz e amargurada com o seu casamento, concorda em ajudar Frank.

A escrita do autor é magnifica e te prende desde a primeira página. Não tem como parar de ler! Ele nos transporta para uma outra realidade, cheia de prazer e sofrimento nesse clássico do terror (Gore) cheio de sangue e muuuuita carnificina! O único ponto negativo do livro é que quando lemos, esperamos mais explicações sobre os famosos Cenobitas e eles infelizmente quase não aparecem. Mas isso não tira todo o valor do livro que é de leitura obrigatória para os fans do gênero. Antes que eu me esqueça, aviso que já vou iniciar a leitura de O Evangelho de Sangue onde é grande a promessa de nos aprofundar do universo dos Cenobitas e do famoso Pinhead, esse mesmo, o da cara cheia de espinhos (ouço muito isso…kkkk) Logo venho com a resenha para vocês.

Sinopse: Semente de Bruxa / Margaret Atwood

Sinopse: Semente de Bruxa / Margaret Atwood

 

semente-de-bruxa-g.jpg

 

Sinopse

Semente de Bruxa

Margaret Atwood

Editora Morro Branco


Sinopse: Felix está em seu melhor momento como diretor artístico do Festival de Teatro de Makeshiweg. Suas produções anteriores encantaram e desconcertaram a audiência. Agora ele irá produzir A tempestade como jamais fora encenada: a peça não apenas aumentará sua reputação, mas servirá para curar antigas feridas emocionais. … ou este era o plano.

Após um ato de traição inimaginável, Felix exilou-se em uma cabana caindo aos pedaços, assombrado pelas memórias de uma filha perdida, enquanto espera por vingança. E ela chega após doze anos, na forma de um curso de teatro em um presídio. Ali, Felix e seus atores encarcerados finalmente montam A tempestade e preparam uma armadilha para os traidores que o destruíram. Mas irá a peça restaurar a vida de Felix, ao derrubar seus inimigos?


Resenha: 2.990 Graus – A Arte de Queimar no Inferno Adilson Xavier

Resenha: 2.990 Graus – A Arte de Queimar no Inferno Adilson Xavier

 

WhatsApp Image 2018-04-29 at 15.11.04 (1).jpegResenha

2.990 Graus – A arte de queimar no inferno

Adilson Xavier

Editora Panda Books


Sinopse: O jovem delegado Hermano está longe de ser um policial típico. Filosofa sobre a verdade, gosta de poesia. Inexperiente e orgulhoso por jamais ter usado sua arma, ele recebe a missão de investigar o assassinato de um deputado federal acusado de desviar verbas destinadas às vítimas de uma grande inundação. A arma do crime foi um maçarico, usado com impressionantes requintes de crueldade. Outros políticos são mortos com o mesmo ritual torturante. Um pastor evangélico, ex-presidiário, surge como suspeito. A população batiza os assassinos como “Vingadores do Povo”. Pressão total. Ódio e desinformação esquentam os ânimos. A vida de Hermano se transforma num inferno.


Neste livro conhecemos Hermano, que terá que lutar contra o tempo antes que as coisas se queimem, e tudo isso em meio a problemas pessoais.

Ele precisa descobrir o mais rápido possível como as vítimas dos crimes que está investigando são escolhidas e como os assassinos conseguem capturá-las, já que as cenas dos crimes são impecavelmente limpas.

Hermano se orgulha de nunca ter usado sua arma e depois de um passado com drogas, conheceu Alice na reabilitação, sua namorada e amante de artes, com quem ele divide o apartamento e que vocês vão ouvir falar bastante neste livro.

Com muitas criticas sociais, verdades em meio a ficção, você vai adorar este romance policial onde você se vê dividindo opiniões.

Políticos corruptos sendo assassinados de maneira cruel (artística) Você iria mesmo querer que os culpados pagassem pelos crimes? Talvez sim, talvez não.

Ahhh, não posso deixar de mencionar algumas reviravoltas que deram um toque bem legal na história.

Edição linda, revisão bem legal e a diagramação bacana. Você vai adorar ter este lindo na sua estante.

Sinopse: Eu e esse meu coração / C. C. Hunter

Sinopse: Eu e esse meu coração / C. C. Hunter

51b63OKFeML._SY344_BO1,204,203,200_QL70_

Sinopse

Eu e esse meu coração

C. C. Hunter

Editora Jangada


Sinopse: Leah MacKenzie, de 17 anos, não tem coração. O que a mantém viva é um coração artificial que ela carrega dentro de uma mochila. Com seu tipo sanguíneo raro, um transplante é como um sonho distante. Conformada, ela tenta se esquecer de que está com os dias contados, criando uma lista de coisas para fazer antes de morrer . De repente, Leah recebe uma segunda chance: há um coração disponível! O problema é quando ela descobre que o doador é um garoto da sua escola e que supostamente se matou! Matt, o irmão gêmeo do doador, se recusa a acreditar que Eric se suicidou. Quando Leah o procura, eles descobrem que ambos têm sonhos semelhantes que podem ter pistas do que realmente aconteceu a Eric. Enquanto tentam desvendar esse mistério, Matt e Leah se apaixonam e não querem correr o risco de perder um ao outro. Mas nem a vida nem um coração transplantado vem com garantias. Quem diria que viver exige mais coragem do que morrer?


 

Sinopse: O Refúgio do Marquês / Lucy Vargas

Sinopse: O Refúgio do Marquês / Lucy Vargas

“Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo”.

 

Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.

Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.

Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.

Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.

Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?