Resenha: A filha do conde

Resenha: A filha do conde

Resenha 🌷

304 páginas || @lorraineheathauthor || @harlequinbooksbrasil


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A FILHA DO CONDE, que é o terceiro livro da série Sins for All Seasons.

Finn Trewlove é um bastardo. Assim como seus irmãos, teve a sorte de a mulher que os acolheu, tê-los criado como seus filhos, apesar de não serem biológicos.

A vida parecia que nunca seria fácil, mas quando ele colocou os olhos em Lady Lavínia Kent, se apaixonou completamente.

Só que ela é a filha de um conde,e é claro que jamais seria capaz de trocar o casamento com um homem da aristocracia por um pobre bastardo.

Cinco anos depois, Finn ainda guarda um rancor enorme por ter sido abandonado, e a sede de vingança ainda o consome, mas no fundo seu coração nunca se curou deste amor gigantesco.

Só que agora seus caminhos voltaram a se cruzar, será que ele será capaz de olhar pra ela e não sentir nada?

“… talvez chegue um momento em que até a realeza ouse se casar com plebeus. Quando ninguém será julgado nem pelas origens, nem pela legitimidade de seu nascimento.”


⠀⠀⠀⠀
🌷Certos livros mexem conosco, não é? E este mexeu tanto comigo, mais tanto, que enquanto eu escrevo esta resenha, lágrimas caem do meu rosto.

Quando eu vejo um lançamento da Lorraine, apesar de ter lido vários livros dela até hoje, eu já vou com as expectativas nas alturas.

E mesmo com essa expectativa altíssima, a Lorraine conseguiu se superar.

A história do Finn e da Lavínia, não é toda feliz. Diferentemente dos livros de romance de época que nós lê-mos, onde as histórias são mais leves e divertidas, esse livro é um tapa na nossa cara.

Que casal que sofreu. Que casal que teve que superar mil barreiras pra ficar junto. Quanta injustiça foi feita com eles só porque eram de classes sociais diferentes.

Só o fato da Lorraine ter tratado de um tema tão esquecido da maioria dos autores, ela já merece todos os elogios e prêmios que possam existir.

E aí ela fala de tanta coisa que te faz pensar, te faz amar, que te toca no fundo da sua alma, que eu mal consigo explicar com palavras.

LANÇAMENTO: ANNE DA ILHA

LANÇAMENTO: ANNE DA ILHA

Com 18 anos, Anne Shirley agora é aluna do Redmond College, na movimentada cidade de Kingsport, onde estão também seus amigos de Avonlea Priscilla Grant e Gilbert Blythe. Anne conhece pessoas interessantes, faz amigos, incluindo a rica, charmosa e indecisa Philippa Gordon. Na companhia deles, vai estudar e experimentar uma nova e emocionante vida social, com danças, jantares e jogos de futebol. Independente e atraente, a jovem conquistará muitos admiradores e receberá pedidos de casamento.

Suas aventuras românticas são cheias de drama e suspense, da primeira à última página do livro. Muitas vezes, no entanto, as lágrimas cedem lugar às gargalhadas, como quando Anne e suas amigas se mudam para uma casa pequena e adorável, em uma rua nobre de Kingsport, e um gato de rua rouba seu coração.

Os anos de faculdade certamente serão divertidos, mas serão também um tempo para investigar a própria alma e tomar grandes decisões. Anne descobrirá, da maneira mais difícil, que talvez seu coração não esteja batendo de acordo com sua mente. A vida em Kingsport será para ela uma rica jornada de descobertas e crescimento pessoal.

LANÇAMENTO: O REI PERVERSO

LANÇAMENTO: O REI PERVERSO

A intrigante e sangrenta continuação do best-seller do new york times, o príncipe cruel. Vencedor do goodread choice awards 2019. para sobreviver no reino das fadas, jude duarte precisou aprender muitas lições. A mais importante delas veio de seu padrasto: o poder é bem mais fácil de adquirir do que de manter. Ela achou que, depois de enganar cardan para que ele jurasse obedecê-la por um ano e um dia, sua vida se tornaria mais fácil. Mas ter qualquer influência sobre o grande rei de elfhame parece uma tarefa impossível, principalmente quando ele faz de tudo em seu poder para humilhá-la e prejudicá-la, mesmo que seu fascínio pela garota humana permaneça intacto. agora, com as ondas ameaçando engolir a terra e um alerta de traição iminente, jude precisa lutar para salvar a própria vida e a daqueles que ama, além de lutar contra seus sentimentos conflituosos por cardan no meio-tempo. Em um mundo imortal, um ano e um dia não são nada. pré-venda acompanha conjunto exclusivo de marcadores de páginas.

Resenha: História de um grande amor / Júlia Quinn

Resenha: História de um grande amor / Júlia Quinn

Resenha 🌷

288 páginas || @juliaquinnauthor || @editoraarqueiro

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR, primeiro livro da trilogia Bevelstoke e que eu recebi em parceria com a editora arqueiro.
Resenha escrita pela colaboradora Kelly.

Mesmo aos 10 anos de idade, Miranda Cheever sabia que não seria nenhuma beldade.
Seu corpo era desproporcional, não possuía os cabelos e olhos que a maioria das meninas de sua idade, e por isso acreditava que jamais encontraria um marido apropriado.

Só que durante o aniversário de 10 anos de sua amiga Olívia, ela acaba conversando com o irmão dela, Nigel Belvestoke e seu coração bate descompassado a primeira vez.

Mesmo passando 9 anos do ocorrido, Miranda ainda nutre um amor em segredo pelo irmão de sua melhor amiga, só que agora ela é uma linda jovem de 19 anos, enquanto ele é um homem amargurado e que sofreu muito nos anos que se passaram.
⠀⠀⠀⠀
🌷Todo mundo sabe que eu sou apaixonada por romance, né? Pois é, eu me derreto toda.

Começo dizendo que a Miranda é uma personagem cativante. Possuindo uma inteligente sem igual, uma língua afiada e um humor refinado, ela se destaca não somente por sua beleza, mas também por seu jeito de ser, já que se tornou uma verdadeira dama.

Do outro lado temos Turner, um personagem que na primeira aparição me deixou apaixonada, mas que infelizmente no decorrer do livro me decepcionou um pouco.

Ele passou por um trauma, e até entendo que o trauma que passou pode justificar suas atitudes, mas achei suas atitudes muito extremas, ainda mais por algo que muitos já passaram e superaram.

Pra mim ele mudou demais, e não achei a justificativa tão boa, mesmo para uma história datada do século XIX.

O livro se desenrola com a Miranda sempre indo atrás do amor do Turner, enquanto eu sentia que ele não dava nenhum valor ao coração e a paixão que ele sabia que ela nutria por ele.

Mas entenda, é somente a minha opinião, pode ser que você não ache tão complicada a forma como ele tratava a Miranda e todos ao seu redor.