Resenha: Uma proposta e nada mais / Mary Balogh

Resenha: Uma proposta e nada mais / Mary Balogh

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

271 páginas || Mary Balogh || @editoraarqueiro


Sinopse: Primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, Uma proposta e nada mais é uma história intensa e cativante sobre segundas chances e sobre a perseverança do amor. “Mary Balogh escreve com perspicácia e inteligência. Este é um livro emocionante e divertido, o primeiro de uma série que promete ser extraordinária.” – Romance Reviews Today “Um romance de época de profundidade impressionante.” – Publishers Weekly Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela. Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa. Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA PROPOSTA E NADA MAIS, que é o primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, e que foi publicado pela Editora Arqueiro.

Gwendoline, mais conhecida como Lady Muir, é uma jovem viúva, que após a morte de seu marido fechou seu coração para o amor.

Mas quando durante uma caminhada, ela acaba caindo e um homem acaba à auxiliando, ela sente seu coração bater novamente como quando era casada com seu falecido esposo.

Lord Trentham, é um ex-oficial, e junto com seus amigos faz parte do Clube dos sobreviventes.

Ele é carrancudo, mal humorado, e tudo o que Gwen não procura nem em um amante, muito menos em um marido.

Mas o desejo às vezes pode ser mais forte. Será que eles conseguirão colocar as diferenças de lado em prol do verdadeiro amor?

⠀⠀⠀⠀

🌷Confesso que quando eu comecei, eu tive uma dificuldade de me identificar com os personagens.

Eu achava a mocinha um tanto chatinha e o mocinho muito depressivo, o que me incomodou um pouco no princípio.

Mas a medida que eu fui lendo, fui me apegando a eles e vendo o quanto um fazia bem pro outro, e com isso eu aprendi a gostar deles.

Em alguns momentos, até suspirei e achei as cenas e as implicações entre eles fofa e gostosa.

Além disso, muitos personagens são apresentados, o que faz com que nos apeguemos a vários deles e que te deixe curioso sobre eles no decorrer da leitura.

A escrita da Mary Balogh é muito envolvente, você acaba lendo o livro muito rápido, de tanto que a história vai fluindo bem.

Eu consegui visualizar as cenas, consegui terminar apegada aos personagens e super feliz com o final. E agora é claro, super curiosa pra ler o próximo livro e me apaixonar.

Resenha: Torre do amor / Eloisa James

Resenha: Torre do amor / Eloisa James

Resenha🌷

#resenhameuromeo

352 páginas || @eloisajamesbooks || @editoraarqueiro


Sinopse: Quando Gowan, o magnífico duque de Kinross, decide se casar, seu plano é escolher uma jovem adequada e negociar o noivado com o pai dela. Ao conhecer Edie no baile de apresentação dela à sociedade, ele acredita que, além de linda, ela também seja a dama serena que ele procura e imediatamente pede sua mão.

Na verdade, o temperamento de Edie é o oposto da serenidade. No baile, ela estava com uma febre tão alta que mal falou e não conseguiu prestar atenção em nada, nem mesmo no famoso duque de Kinross. Ao saber que seu pai aceitou o pedido do duque, ela entra em pânico. E quando a noite de núpcias não é tudo o que podia ser…

Mas a incapacidade de Edie de continuar escondendo seus sentimentos faz com que o casamento deles se desintegre e com que ela se recolha à torre do castelo, trancando Gowan do lado de fora.

Agora o poderoso duque está diante do maior desafio de sua vida. Nem a ordem nem a razão funcionam com sua geniosa esposa. Como ele conseguirá convencê-la a lhe entregar as chaves não só da torre, mas também do próprio coração?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A TORRE DO AMOR, que eu recebi em cortesia com a Editora Arqueiro.

O maravilhoso Duque de Kinross, precisa de uma esposa, e sabe bem o que procura.

Uma bela mulher que saiba ser submissa e que exerça a função de ter seus herdeiros, para assim perpetuar seu ducado.

E quando conhece a belíssima Edie, ela parece ser a moça perfeita.

Bonita, submissa, de uma boa família e que tem tudo para ser a esposa ideal.

Porém, logo após fechar o acordo para que se casem, ele percebe que ela não é de fato a moça boazinha e que falava pouco que acreditava.

Mas ele já está tão encantado por sua beleza, que mesmo assim segue com os planos de casamento.

Porém, após o casamento o matrimônio não é bem o que ambos esperavam, e problemas na noite de núpcias e posteriormente acabam afastando o casal, e fazendo com que o Duque mude todos os seus planejamentos.

🌷Essa história é a continuação da série Contos de Fadas, e ele é inspirado na história da Rapunzel, e algumas referências de Romeu e Julieta.

Eu estava bem curiosa pra saber como a autora iria recriar um romance de época baseada em um dos clássicos que eu amo.

Eu gostei do tema do livro e achei uma história boa, mas infelizmente algumas coisas me incomodaram.

Acredito que a autora, poderia ter colocado alguns acontecimentos no meio do livro e acabei de fato vendo a semelhança com Rapunzel, somente no final da história.

O tema que ela trata é importante e pouco retratado em romances em geral e este foi o ponto alto da história, já que foi algo diferente.

Mas apesar disso, achei o começo um tanto quanto “devagar”, e que demorou muito para resolver algumas coisas que poderiam ter acontecido no meio do livro.

As últimas 30/40 páginas, valeram por toda a história e acredito que se tivessem acontecido antes, teria feito com que eu gostasse mais da trama.

Como eu disse antes, é um bom livro e merece ser lido, pois é uma tema inovador e que muitas mulheres sofrem e que por falta de diálogo e vergonha acabam não tratando.

No fim, gostei da história e recomendo ela.

O próximo livro vem aí, e estou bem curiosa sobre o tema que a autora vai inserir nele.

Resenha: Já disse que te amo? Estelle Maskame

Resenha: Já disse que te amo? Estelle Maskame

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

335 páginas || @estellemaskame || @editoraarqueiro


Sinopse: PRIMEIRO VOLUME DA TRILOGIA JÁ DISSE QUE TE AMO.

Romance, lealdade e drama em uma trilogia que envolve o leitor desde a primeira página.

“As consequências de um divórcio, os segredos de família e, principalmente, as dores do primeiro amor conduzem esta história sobre amadurecimento, vibrante de emoções.” – Publishers Weekly

“Um livro forte, com uma irresistível pitada de amor proibido.” – Booklist

Três verões inesquecíveis de segredos, mágoas e amores proibidos e avassaladores.

Eden Munro foi para a Califórnia aproveitar o sol, as praias e celebridades. Seria um verão maravilhoso se ela não tivesse que conhecer sua nova família, repleta de estranhos: um pai que não vê há três anos, uma madrasta simpática até demais e três irmãos postiços.

Na casa chique, ela vai ter que ficar bem ao lado do quarto de Tyler Bruce, o mais velho dos irmãos. Ele tem olhos verdes que transbordam raiva e sarcasmo, um ego maior que uma mansão de Beverly Hills e cara de poucos amigos. Eden nunca tinha conhecido alguém tão desagradável e tão… intrigante.

Aos poucos, Eden tenta entender o que faz de Tyler uma pessoa tão envolvente quanto o clima da Califórnia. Em meio às festas e às novas amizades, ela percebe que está se apaixonando pela única pessoa que não deveria.

Já disse que te amo? é o primeiro livro da trilogia de Estelle Maskame, que teve mais de 4 milhões de acessos no Wattpad.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro, JÁ DISSE QUE TE AMO? Que eu recebi em parceria com a Editora Arqueiro.

Eden, acaba de chegar no aeroporto para passar as férias em Los Angeles com seu pai que desde que saiu de casa, jamais havia entrado em contato.

Porém, agora querendo uma reaproximação de sua filha, ele acaba pedindo para que ela venha passar as férias com ele, sua esposa e seus enteados.

O que Eden não esperava, é que o filho mais velho de sua madrasta, Tyller, fosse ser tão enigmático, charmoso, egocêntrico e mal educado.

Porém, a medida que vai conhecendo ele, Eden percebe que talvez todo esse temperamento seja apenas uma fachada, para disfarçar todo o sofrimento que teve quando era criança.

Ela não quer se envolver nos problemas de seu irmão postiço, mas a medida que o vai conhecendo, ela quer ajudá-lo a se recuperar destes dramas.

Só que se apaixonar pelo meio-irmão não está nos planos e agora, Eden precisa decidir o que fazer.

⠀⠀⠀⠀

🌷Quando eu vi esta capa e a sinopse eu fiquei bem interessada pela leitura, pois é um livro com um teor mais adolescente e que sempre acaba me chamando a atenção.

E quando uma amiga minha leu e me implorou para ler ele também, eu acabei não resistindo e comecei a leitura.

E claro, me viciei de uma forma tão grande, que naquele dia eu fui dormir de madrugada lendo.

Não é uma história fofa, muito pelo contrário, todos os personagens tem algum trauma ou passam por situações difíceis que muitos adolescentes acabam passando.

Ao ler, eu me remeti muito a minha adolescência, já que os personagens acabam indo em festas e passam por alguns problemas cotidianos, em busca do amadurecimento.

Eu gostei da história, sei que muita gente não concorda com as atitudes de alguns personagens, mas eu achei eles tão críveis, que acabei me apegando a eles.

Este livro é o primeiro de uma trilogia e claro que ele acaba de uma forma tão chocante que, ao terminar surtei muito com uma amiga, porque ambas queremos muito a continuação.

Termino aqui, dizendo que gostei e que espero que conheçam os personagens e deem uma chance a eles.

Lançamento: Ano 1 / Nora Roberts

Lançamento: Ano 1 / Nora Roberts

Quando este mundo acaba, um novo começa. 

Tudo começa na noite de Ano-Novo. A doença se alastra rapidamente. Em questão de semanas, a rede elétrica para de funcionar, as leis e o sistema de governo entram em colapso e mais da metade da população mundial é dizimada.

Onde existia ordem, agora só há caos. E conforme o poder da ciência e da tecnologia diminuíam, a magia crescia e tomava o seu lugar. Uma parte dessa magia é boa, como a feitiçaria praticada por Lana Bingham no apartamento que divide com o amante, Max. Outra parte dela, no entanto, é inimaginavelmente maligna, e pode se esconder em qualquer canto, numa esquina, nos fétidos túneis sob o rio ou dentro daqueles que você mais ama e conhece…

Espalham-se rumores de que nem os imunes nem os dotados estão a salvo das autoridades que patrulham as ruas devastadas, então Lana e Max resolvem deixar Nova York. Outros viajantes também seguem esperançosos para o oeste: Chuck, um gênio da tecnologia que mantém o bom humor em um mundo off-line; Arlys, uma jornalista que insiste em buscar e registrar a verdade; Fredinha, uma jovem com um otimismo que parece fora do lugar nessa paisagem desoladora; Rachel e Jonah, médica e paramédico, determinados a proteger uma jovem mãe e seus três bebês recém-nascidos.

Em um mundo em que cada estranho no caminho pode representar a morte ou a salvação, nenhum deles sabe o que encontrarão. Porém, um novo horizonte os aguarda, a concretização de uma profecia ancestral que transformará a vida de todos os sobreviventes.

O fim chegou. O início é o que vem agora.

Resenha: Mestre das chamas / Joe Hill

Resenha: Mestre das chamas / Joe Hill

Resenha🌷

#resenhameuromeo

592 páginas || @joe_hill || @editoraarqueiro


Sinopse: Ninguém sabe exatamente como nem onde começou. Uma pandemia global de combustão espontânea está se espalhando como rastilho de pólvora, e nenhuma pessoa está a salvo. Todos os infectados apresentam marcas pretas e douradas na pele e a qualquer momento podem irromper em chamas. Nos Estados Unidos, uma cidade após outra cai em desgraça. O país está praticamente em ruínas, as autoridades parecem tão atônitas e confusas quanto a população e nada é capaz de controlar o surto. O caos leva ao surgimento dos impiedosos esquadrões de cremação, patrulhas autodesignadas que saem às ruas e florestas para exterminar qualquer um que acreditem ser portador do vírus. Em meio a esse filme de terror, a enfermeira Harper Grayson é abandonada pelo marido quando começa a apresentar os sintomas da doença e precisa fazer de tudo para proteger a si mesma e ao filho que espera. Agora, a única pessoa que poderá salvá-la é o Bombeiro – um misterioso estranho capaz de controlar as chamas e que caminha pelas ruas de New Hampshire como um anjo da vingança. Do aclamado autor de A estrada da noite, este livro é um retrato indelével de um mundo em colapso, uma análise sobre o efeito imprevisível do medo e as escolhas desesperadas que somos capazes de fazer para sobreviver. VENCEDOR DO GOODREADS CHOICE AWARDS 2016 NA CATEGORIA TERROR “Um thriller magnífico. Um romance épico maravilhoso e de partir o coração sobre coragem e amor, ambientado em um aterrorizante mundo apocalíptico onde a esperança reside nos gestos mais simples e nos corações mais fortes.” – Publishers Weekly


Olá leitores, hoje trago a resenha de O Mestre das Chamas, que eu recebi em parceria com a Editora Arqueiro. A resenha foi feita pela colaboradora, Day @lendo1bomlivro

⠀⠀⠀⠀

A escama do dragão dominou o mundo em pouquíssimo tempo e quem foi infectado pelo vírus, desenvolve marcas como tatuagens pelo corpo que podem ser lindas, porém são fatais.

Pois, assim que o vírus se encontra em estágio avançado, a pessoa infectada entra em combustão espontânea.

⠀⠀⠀⠀

Neste livro de Joe Hill, onde ele escreve com maestria sobre o apocalipse, vamos conhecer Harper Grayson, que é enfermeira no hospital local, mas acaba sendo infectada. E pra completar, ela descobre que está grávida em meio ao caos.

⠀⠀⠀⠀

Depois de um turbilhão de emoções se vendo em meio a uma guerra com a escama e também contra seu próprio marido que acaba se mostrando um monstro, Harper acaba conhecendo um infectado o “Bombeiro”. Ele não somente é capaz de sobreviver à doença, como também consegue controlar as chamas. E assim, ela acaba descobrindo uma colônia de refugiados e lá, todos estão infectados e a partir daí é onde a história tem seu ponto mais alto e enfim você começa a entender tudo o que Joe Hill tem para nos oferecer.

⠀⠀⠀⠀

” – Vocês venceram a escama? – perguntou Harper.

– Melhor do que isso – respondeu Pai Storey – Ficamos amigos dela.”

⠀⠀⠀⠀

Apesar de o livro ser de uma leitura lenta e de ter ali um excesso de diálogos que poderiam ser cortados facilmente, é trabalhado na história um ótimo terror psicológico e isso acaba nos prendendo. Poder acompanhar tudo pela perspectiva dos infectados, porém sobreviventes, nos mostra um lado que não vemos muito em obras do tipo, ficamos nos perguntando onde o verdadeiro mal reside? Com a dose correta de ação, suspense, drama e até mesmo uma singela crítica a religião, este é um livro que vale a pena ser lido. Mas se você quer se aventurar na escrita do filho de Stephen King, ainda recomendo começar por outro que seja menos extenso, pois a chance de se decepcionar aqui será enorme se você não curti ler calhamaços. Adorei e super recomendo!

Resenha: A Caça / M.A.Bennett

Resenha: A Caça / M.A.Bennett

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

260 páginas || M.A.Bennett || @editoraarqueiro


Sinopse: O ano letivo começoue Greer MacDonald está se esforçando ao máximo para se adaptar ao colégio interno onde ela entrou como bolsista. O problema é que a STAGS, além de ser a escola mais antiga e tradicional da Inglaterra, é repleta de alunos ricos e privilegiados – tudo o que Greer não é. Para sua grande surpresa, um dia Greer recebe um cartão misterioso com apenas três palavras: “caça tiro pesca”. Trata-se de um convite para passar o feriado na propriedade de Henry de Warlencourt, o garoto mais bonito e popular do colégio… e líder dos medievais, o grupo de alunos que dita as regras. Greer se junta ao clã de Henry e a outros colegas escolhidos para o evento, mas esse conto de fadas não vai terminar da maneira que ela imagina. À medida que os três esportes se tornam mais sombrios e estranhos, Greer se dá conta de que os predadores estão à espreita… e eles querem sangue. Que a caçada comece! “M. A. Bennett cria uma atmosfera arrepiante a cada página. ɠcomo um mistério de Arthur Conan Doyle ou Agatha Christie para adolescentes modernos.” – School Library Journal “Gossip Girl encontra Jogos vorazes.” – Bustle “Uma crítica contundente sobre o poder de sedução dos privilégios.” – The Guardian “Como Meninas malvadas, só que britânico e mortal. Um livro excelente, do início ao fim.” – Hypable


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A CAÇA que eu recebi o e-book em parceria com a Editora Arqueiro.

Greer Macdonald acaba de ter uma oportunidade única: conseguiu uma bolsa de estudos para um dos colégios mais conceituados da Inglaterra.

Recheado de alunos ricos e influentes, além de pessoas com uma “linhagem” excelente, Greer vê que talvez sua vida escolar não será nada fácil.

Depois de ser ignorada por grande parte dos alunos, um dia ela recebe um cartão misterioso escrito “caça tiro pesca”.

Sem saber do que se trata, ela acha a princípio um cartão muito estranho.

Eis que ela descobre que é um convite para passar o final de semana na casa de Henry de Warlencourt.

Achando uma ótima oportunidade para se enturmar e ser aceita por todos os alunos, já que Henry e seu clã fazem parte dos medievais que ditam as regras do colégio, Greer acaba aceitando.

O que Greer não esperava, era que os três esportes praticados não fossem tão simples assim, e que existem coisas pelas quais ela jamais imaginou.

🌷Quando eu li a sinopse eu fiquei super curiosa.

Tudo o que remete ao universo elitizado sempre me chama muito a atenção.

E quando você começa a ler o livro, a autora já começa contando algumas coisas nos 2 primeiros capítulos que te prendem à história de uma forma única.

Você precisa saber o que vai acontecer na história a todo custo, e a medida que vai lendo, você se vê mais e mais envolvido.

Enquanto eu lia, não conseguia não lembrar da série Elite, e não, a temática não é igual, mas o jeito de ser dos personagens me lembrava muito os da série.

A história gira em torno de 4 personagens, apesar de ser narrada em primeira pessoa pela personagem Greer.

Eu fiquei bem envolvida querendo saber mais sobre o jogos, sobre o que aconteceria neles e como a história acabaria.

É um livro diferente do que eu estou habituada a ler e eu simplesmente gostei muito da leitura.

Estou torcendo pelo segundo livro, pois, apesar de ter um final, ainda existe muita coisa que pode ser contada.

Achei somente que o final poderia ter sido um pouco diferente, pois eu havia imaginado algo totalmente diferente.

Lançamento: A Riqueza da vida simples / Gustavo Cerbasi

Lançamento: A Riqueza da vida simples / Gustavo Cerbasi

Gustavo Cerbasi tem 15 livros publicados e já 
vendeu mais de 2,2 milhões de exemplares.

Neste livro, Gustavo Cerbasi usa toda a experiência adquirida ao longo de 20 anos dedicados à educação financeira para propor um novo modelo de construção de riqueza, baseado em escolhas sustentáveis.

Em vez de abrir mão de qualidade de vida para manter um padrão incompatível com a sua realidade, o autor propõe reduzir os custos fixos, adotar o minimalismo e ter fartura apenas do que é genuinamente importante para você.

O foco é na redução das ineficiências relacionadas ao padrão de vida. Não se trata de poupar centavos, mas de fazer mudanças estruturais que deixem sua vida financeira menos engessada.

Cerbasi apresenta o projeto de sua casa inteligente e autossustentável, discute os desafios da sociedade frente ao desperdício e aponta caminhos para quem busca mais equilíbrio e liberdade tanto no presente quanto no futuro.