Resenha: Uma loucura e nada mais / Mary Balogh

Resenha: Uma loucura e nada mais / Mary Balogh

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

271 páginas || Mary Balogh || @editoraarqueiro


Sinopse: TERCEIRO VOLUME DA SÉRIE CLUBE DOS SOBREVIVENTES.

Mary Balogh já vendeu mais de 100 mil exemplares pela Arqueiro e é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times.

“Uma heroína que nunca se sentiu valorizada e um herói em busca de um novo propósito aprendem a viver cada momento ao máximo. Este romance terno, perspicaz e lindamente construído reluz de esperança e amor.” – Library Journal

“Uma história de duas almas feridas que, juntas, descobrem o poder do amor. Uma loucura e nada mais mostra que o amor fortalece, cura e redime.” – RT Book Reviews

Depois de sobreviver às guerras napoleônicas, Sir Benedict Harper está lutando para seguir em frente e retomar as rédeas de sua vida. O que ele nunca imaginou era que essa esperança viesse na forma de uma bela mulher, que também já teve sua parcela de sofrimento.

Após a morte do marido, Samantha McKay está à mercê dos sogros opressores, até que planeja uma fuga para o distante País de Gales para reivindicar uma casa que herdou. Como o cavalheiro que é, Ben insiste em acompanhá-la em sua jornada.

Ben deseja Samantha tanto quanto ela o deseja, mas tenta ser prudente. Afinal, o que uma alma ferida pode oferecer a uma mulher? Já Samantha está disposta a ir aonde o destino a levar, a deixar para trás o convívio com a alta sociedade e até mesmo a propriedade que é sua por direito, por esse belo e honrado soldado.

Mas será que, além de seu corpo, ela terá coragem de oferecer também seu coração ferido a ele? As respostas a todas as perguntas talvez estejam em um lugar improvável: nos braços um do outro.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA LOUCURA E NADA MAIS, que é o terceiro livro da série O clube dos sobreviventes, eu recebi ele em parceria com a Editora Arqueiro.

Sir Benedict Harper é um dos sobreviventes da guerra, e que junto com seus amigos, fazem parte do clube dos sobreviventes.

Cansado da vida que leva, pois não se sente feliz, nem realizado, já que nunca mais poderá ser o major que era, ele não sabe bem o que fazer.

Até que durante uma viagem para a casa de sua irmã, ele cruza com a maravilhosa, Samantha Mckay.

Samantha acabou de ficar viúva, e passou os últimos 5 anos cuidando de seu marido sobrevivente da guerra, tudo o que ela mais quer é voltar a viver livre e encontrar a felicidade.

Enquanto Samantha busca a liberdade, Ben só quer achar algo que faça com que ele se sinta realizado.

Juntos eles vão descobrir muitas coisas e perceber que até nas maiores loucuras, o amor pode se sobressair.

⠀⠀⠀⠀

🌷Quando eu comecei a ler este livro, todo mundo tinha me dito que o segundo era melhor que ele, e que o relacionamento se desenvolvia bem mais lentamente.

E quando eu comecei, isso me deu medo, mas a cada página que eu lia, eu me apaixonava tanto, que sem dúvidas este se tornou o meu favorito.

Eu adoro quando o casal vai se construindo aos poucos, e que o relacionamento vai indo aos poucos e que não existe aquele amor imediato.

Eu adorei a Samantha e sua vontade de ser feliz.

Eu amei o Ben e sua força de vontade de não se deixar abater por nenhuma deficiência.

Eu simplesmente amei estes dois.

Eu me apeguei tanto à eles, terminei o livro chorando, porque achei o final tão encantador e tão bonito de saber que por trás de todos os problemas e de todos os preconceitos, o amor sempre acaba prevalecendo.

Eu simplesmente amei. Esse é com certeza o meu favorito até agora, e sei que eu vou lembrar desses dois personagens imperfeitos para alguns, mas perfeitos um para o outro.

Espero que leiam este livro e se apaixonem pelo casal, como eu me apaixonei.

Resenha: Um acordo e nada mais / Mary Balogh

Resenha: Um acordo e nada mais / Mary Balogh

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

291 páginas || Mary Balogh || @editoraarqueiro


Sinopse: Embora Vincent, o visconde Darleigh, tenha ficado cego no campo de batalha, está farto da interferência da mãe e das irmãs em sua vida. Por isso, quando elas o pressionam a se casar e, sem consultá-lo, lhe arranjam uma candidata a noiva, ele se sente vítima de uma emboscada e foge para o campo com a ajuda de seu criado. No entanto, logo se vê vítima de outra armadilha conjugal. Por sorte, é salvo por uma jovem desconhecida. Quando a Srta. Sophia Fry intervém em nome dele e é expulsa de casa pelos tios sem um tostão para viver, Vincent é obrigado a agir. Ele pode estar cego, mas consegue ver uma solução para os dois problemas: casamento. Aos poucos, a amizade e o companheirismo dos dois dão lugar a uma doce sedução, e o que era apenas um acordo frio se transforma em um fogo capaz de consumi-los. No segundo volume da série Clube dos Sobreviventes, você vai descobrir se um casamento nascido do desespero pode levar duas pessoas a encontrarem o amor de sua vida. “Essa história emocionante e envolvente transborda de um senso de humor sutil, diálogos brilhantes e uma sensualidade de tirar o fôlego.” – Library Journal “Esse livro revisita o tema do casamento de conveniência, unindo dois personagens heroicos e conflituosos que se entregam ao poder redentor do amor.” – Kirkus Reviews


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UM ACORDO E NADA MAIS, segundo livro da série Clube dos Sobreviventes, que eu recebi em parceria com a editora Arqueiro.

Vincent, também conhecido como Visconde Darleigh, ficou cego no campo de batalha.

Porém, mesmo com essa deficiência, ele não se deixa abater e acaba ficando cada dia mais cansado de seus familiares quererem tratá-lo como uma criança, e também querendo a todo custo arrumar um esposa adequada pra ele.

Mas tudo o que ele não quer é uma esposa adequeada, pelo contrário, ele só quer viver feliz e sem influência.

E quando ele foge para a sua casa de infância e seu caminho se une a pequena Sophia Fly, ele acaba se vendo obrigado a propor casamento à jovem.

Só que para este casamento dar certo, eles fazem um acordo que até então parece ser vantajoso para ambos.

Só que o que não esperavam era que sentimentos, podiam colocar esse acordo até então vantajoso, a se perder.

🌷Quanto amor em um livro só. Eu sou suspeita quando falo de livros onde o personagem tem alguma deficiência. E quando eu vi quem seria o mocinho deste livro, claro que fiquei super curiosa.

O melhor desse livro é que o mocinho não se faz de coitado e nem maltrata as pessoas por causa da sua deficiência o que achei ótimo, porque normalmente personagens assim nos livros, acabam tendo vários problemas de comportamento.

Ele é doce, romântico, carinhoso e maravilhoso.

A Sophia precisava de um homem que fosse cuidar dela, e que “enxergasse” a sua beleza interior e não a exterior, e que cuidasse dela como merecia.

O casal é puro amor, porque apesar de começar com um acordo, ver o quanto ambos vão se conhecendo aos poucos, é único.

A escrita da Mary continua ótima, você vai criando laços com eles, eu achei o livro puro romance.

Sabe aquele livro que te faz suspirar? Então, é este livro.

É impossível você não terminar ele suspirando e querendo saber mais ainda sobre o futuro deles.

Estou ansiosa pela próxima história, porque é sobre um personagem que até agora apareceu pouco, mas que me deixou muito curiosa.

Resenha: Um amor para recordar / Nicholas Sparks

Resenha: Um amor para recordar / Nicholas Sparks

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

140 páginas || @nicholassparks || @editoraarqueiro


Sinopse: Aos 17 anos, a vida de Landon Carter muda para sempre. Largado pela namorada e sem companhia para o baile da escola, ele está desesperado para dar a volta por cima. Como as garotas que lhe interessam já têm par, sua única opção é alguém impensável: Jamie Sullivan, a filha do pastor da igreja que frequenta.

Para Landon e seus amigos, Jamie é muito esquisita. Anda sempre com as mesmas roupas, não usa maquiagem, vive com o cabelo preso e carrega a Bíblia surrada para todos os lados. A vida dela gira em torno do pai viúvo, do resgate de animais feridos e do seu trabalho como voluntária num orfanato.

Nenhum garoto jamais a chamou para sair – até Landon fazer o convite. A menina aceita com uma condição: ele não pode se apaixonar por ela. A princípio, parece uma tarefa fácil, mas o garoto se pega passando cada vez mais tempo com Jamie, e uma transformação pessoal começa a acontecer.

Com ela, Landon aprenderá sobre as profundezas do coração humano e tomará uma decisão extraordinária que o conduzirá à jornada do amadurecimento.

“De vez em quando nos deparamos com um livro extraordinário que nos deixa maravilhados com o tesouro escondido ali. Um amor para recordar é um desses livros. Uma história comovente e fascinante que você não esquecerá tão cedo.” – New York Post

“Com uma habilidade calculada para mexer com o coração dos leitores, Sparks trata da inocência do primeiro amor mantendo um delicado equilíbrio entre humor e paixão raramente visto em romances.” – Amazon.com

“Uma doce história sobre amor jovem, porém eterno.” – Chicago Sun-Times

“Um amor para recordar tem o indelével selo romântico de Nicholas Sparks, dando um toque de humor às emoções já aguardadas pelos fãs.” – Greenville News


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UM AMOR PARA RECORDAR, que eu recebi em parceria com a editora Arqueiro.

Landon Carter era um dos jovens mais populares de seu colégio.

Cercado de amigos que o idolatravam, e acostumado a fazer o que queria, jamais imaginou que sua vida fosse mudar completamente após a aproximação com Jamie Sullivan.

Jamie é doce, sensível e muito religiosa. Filha do reverendo, sempre procura fazer o bem para todos, e dificilmente vê maldade nas pessoas.

E quando o acaso une esses dois, um novo sentimento começa a florecer, e de tão profundo, pode mudar a vida de ambos até o fim de seus dias.

⠀⠀⠀⠀

🌷Não sei se muitos sabem, mas o filme Um amor para recordar, foi uma adaptação deste livro.

E não, ele não é igual ao filme.

Eu lembro que eu li ele há muitos anos, e foi uma história que me marcou e me emocionou demais.

Quando eu vi que a Arqueiro ia lançar ele numa nova roupagem, eu sabia que precisava reler.

Como essa história é apaixonante.

Eu sempre penso que existem pessoas que entram na nossa vida para somar e para serem nossos anjos, e que vão nos levando para o caminho do bem, e a Jamie é justamente essa pessoa na vida do Landon.

Eles, apesar de todas as mil diferenças, acabam se completando perfeitamente.

O amor deles é puro, sem maldade, sem pensamentos ruins, e só amor dos mais doces que você vai ver.

Quando eu li, eu recordei aquele sentimento bom, aquele sentimento que te faz chorar, mas que aquece o seu coração.

E existe algo melhor do que isso? Não, não existe.

O amor é isso. O amor é cuidar, é respeitar, e sua função é te transformar na sua melhor função.

Então quem é amante do filme, peço que leia o livro, e se você ainda não conhece nenhum dos dois, te recomendo correr e comprar esse livro, porque sei que você vai se apaixonar pela história, assim como eu me apaixonei mais uma vez.

Resenha: Esse duque é meu / Eloisa James

Resenha: Esse duque é meu / Eloisa James

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

320 páginas || @eloisajamesbooks || @editoraarqueiro


Sinopse: QUINTO E ÚLTIMO VOLUME DA SÉRIE CONTOS DE FADAS.

Nas mãos de Eloisa James, autora de best-sellers do USA Today e The New York Times, os contos de fadas que amamos quando crianças assumem uma nova vida vibrante e sensual.

“A releitura de Eloisa James de A princesa e a ervilha contém a tríade romantismo, personagens envolventes e história cativante.” – Publishers Weekly

“Uma versão brilhante de mais um conto clássico. Você nunca mais olhará da mesma forma para ervilhas, colchões e até mesmo heróis.” – Library Journal

Era uma vez, numa época não muito distante…

Para Olivia Lytton, seu noivado com o duque de Canterwick é mais uma maldição do que uma promessa de ser feliz para sempre. Pelo menos o título de nobreza dele ajudará sua irmã, Georgiana, a garantir o próprio noivado com o carrancudo – e lindo – Quin, o duque de Sconce, um par perfeito para ela em todos os sentidos.

Quer dizer, menos em um, porque Quin está apaixonado por Olivia. A curvilínea, teimosa e inconformista irmã gêmea de sua noiva desperta um desejo desconhecido nele. Mas Quin nunca coloca a paixão à frente da razão, e a razão lhe diz que Georgiana é a noiva perfeita.

Quando eles não conseguem resistir à paixão, correm o risco de colocar tudo a perder – o noivado de Olivia, a amizade dela com a irmã e o próprio amor dos dois.

Agora só há uma coisa capaz de salvá-los, e ela espera no quarto, onde um magnífico colchão guarda respostas transformadoras ao enigma mais romântico de todos.

No quinto livro da coleção Contos de Fadas, Eloisa James traz de volta à baila uma pergunta antiga: será que a perfeição tem alguma coisa a ver com o amor?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro ESSE DUQUE É MEU, que eu recebi em parceria com a Editora Arqueiro.

Olívia Lytton sabe desde criança, que será uma Duquesa.

Apesar de sua família não ter títulos, ainda quando criança ela foi prometida ao Duque de Canterwick, porém isso está longe de ser algo bom.

Mesmo sabendo que seu destino não é ser feliz no amor, ela está feliz, pois poderá proporcionar a sua irmã gêmea Georgiana, a oportunidade de ter um dote e conseguir um bom marido.

E quando Georgiana tem a chance de conquistar também um duque, o Duque de Sconce, ela acredita que a irmã tirou a sorte grande.

O que ela não esperava era que esse duque fosse ser charmoso, carrancudo, lindo demais e que uma atração poderosa fosse surgir entre eles.

Mas Olívia sabe que ele é perfeito para sua irmã, mesmo percebendo a intensa atração que sentem um pelo outro.

Mas quem manda no coração? Onde muitos corações podem ser machucados, qual a melhor opção a seguir?

🌷Quando eu comecei a ler este livro, eu fiquei com sérias dúvidas se eu iria gostar ou não e que grata surpresa que ele foi.

Eu simplesmente viciei.

Me viciei de uma forma tão intensa, que eu não consegui parar até chegar ao final.

Meu fraco por amores impossíveis e contos de fadas é um adendo à parte.

Eu fiquei apaixonada. Eu amei a Olívia e sua língua afiada, ela é de uma inteligência formidável.

Eu adorei o Duque e seu jeito ranzinza, mas ao mesmo tempo doce e apaixonado.

Eu amei a Georgiana e também amei os demais personagens na história, incluindo a fofa, Lucy.

Eu acho que amei cada parte do livro.

Pra mim, um livro tem o momento certo para ser lido, e este livro chegou até mim no momento exato.

Ele me trouxe expectativa, me trouxe diversão, me trouxe amor, me trouxe esperança e me trouxe felicidade. Enfim, me trouxe sentimentos bons.

E não é pra isso que nós lemos? Eu leio para ficar feliz e este livro me trouxe o mesmo sentimento que eu tive quando li o primeiro livro desta série. E o que eu senti lendo o primeiro? Uma vontade absurda de ler ele novamente, porque o amor por ele veio e ficou.