Resenha: Turma d Monica Jovem em Um Convite Inesperado

Resenha: Turma d Monica Jovem em Um Convite Inesperado

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

252 páginas || @babidewet @apamgoncalves Carol Christo Melina Souza || @editoranemo


Sinopse: As personagens da Turma da Mônica Jovem estão de volta em quatro histórias inéditas. Cada uma das garotas – Mônica, Magali, Denise e Marina – recebe um convite especial que se transforma em uma aventura inesperada. Mônica visita a maior feira de games e cultura pop do país e acaba entrando em uma competição de seu jogo favorito. Magali vai a uma cartomante e descobre algo que poderá mudar sua vida. Marina faz de tudo para ir ao show mais esperado do ano e se mete em várias confusões. Já Denise é convidada para uma rede social exclusiva e acaba se tornando aquilo que sempre quis ser: uma digital influencer. Prepare-se para acompanhar algumas das personagens mais queridas do país nestes contos sobre o poder da amizade, a efemeridade da fama e a coragem de sermos nós mesmos.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro TURMA DA MÔNICA: UM CONVITE INESPERADO, que eu recebi em parceria com a Editora Nemo.

Quatro convites completamente inesperados acabam chegando para as nossas quatro garotas da turma da Mônica jovem.

Mônica acaba sendo convidada para participar de um dos maiores festivais de Games, e descobre que está famosa por dançar um de seus jogos de dança favoritos.

Magali acaba indo para a casa de sua nova vizinha e depois disso acaba ganhando a oportunidade de se consultar com uma verdadeira cartomante, que fará com que ela pense de uma forma totalmente diferente.

Marina acaba fazendo o possível e impossível para ir ao show de sua banda favorita e jamais esperava que teria a verdadeira oportunidade de viver uma nova aventura.

E Denise, depois de um convite por engano acaba sendo chamada para participar de uma nova rede social, que é exclusiva para as celebridades mais famosas da atualidade.

⠀⠀⠀⠀

🌷Este livro é dividido em quatro contos, sendo que cada um deles é escrito por uma das autoras.

Eu adorei todos eles e mesmo não sendo escrito através de quadrinhos como a maioria está habituado, eu conseguia imaginar cada uma das aventuras vividas por nossas amadas mocinhas.

Cada uma, escrita de uma forma e com aventuras muito divertidas, é impossível você não se conectar com elas e não acabar o livro em pouco tempo, já que todas as narrativas são fluídas e envolventes.

O que eu mais gostei desse livro é que ele me deixou nostálgica e me deu uma saudade enorme da minha infância, já que cresci lendo os gibis com esses personagens crianças e agora ver elas adultas, é como se elas tivessem envelhecido junto comigo.

Adorei demais as histórias e super recomendo para os amantes da turma da Mônica.

Resenha: As garotas Madalenas /V. S. Alexander

Resenha: As garotas Madalenas /V. S. Alexander

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

288 páginas || V. S. Alexander || @editoragutenberg


Sinopse: Dublin, 1962. Dentro dos portões do convento das Irmãs da Sagrada Redenção opera uma das Lavanderias de Madalena da cidade. Outrora um lugar de refúgio, as lavanderias haviam evoluído para sombrios reformatórios de trabalhos forçados. É para lá que a jovem Teagan Tiernan, de 16 anos, é levada pela família, depois de ter sido transformada em personagem de uma intriga que também envolvia um jovem e belo padre.

Convivendo com mulheres “em desgraça” – mães solteiras, prostitutas, menores infratoras – e garotas comuns, cujos únicos pecados se resumiam a serem bonitas ou independentes demais, Teagan faz amizade com Nora Craven, uma jovem rebelde que pensava que nada poderia ser pior do que sua miserável vida familiar. As duas jovens se tornam reféns da Madre Superiora e de suas punições cruéis – sempre em nome do amor. Entre fracassadas tentativas de fuga, Teagan e Nora vão descobrir como é árduo o mundo exterior, principalmente para jovens de reputação arruinada.

Narrado com franqueza, compaixão e riqueza de detalhes históricos, As garotas Madalena é um primoroso romance sobre a vida dentro dessas polêmicas instituições da Igreja Católica. É uma história inspiradora de amizade, esperança e incansável coragem.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro AS GAROTAS MADALENAS que eu recebi em parceria com a editora Gutenberg.

O ano é 1962, e em Dublin existe o famoso convento das Irmãs da Sagrada Família, e neste convento duas garotas completamente diferentes acabam se conhecendo.

Enquanto Teagan Tierne é enviada para lá por causa de uma intriga envolvendo o seu nome e um jovem padre, Nora Craven é levada até lá por problemas familiares, nos quais sua família quer dar-lhe um castigo e assim fazer com que ela se transforme em outra pessoa.

Só que até o convento é como uma prisão. As meninas têm horário para dormir, são obrigadas a trabalhar o dia todo na lavanderia, não podem conversar entre si, não tem visitas e tudo o que fazem contra as regras, as fazem ser severamente castigadas.

Arrumando uma nova aliada e querendo fugir dali de qualquer forma, elas são capazes de qualquer coisa para viverem livres e buscarem a real felicidade.

⠀⠀

🌷Pensem em uma leitura super fluída e que você consegue ler o livro todo em poucas horas.

Foi meu primeiro contato com o autor e eu gostei bastante. Eu me senti envolvida pela história das Madalenas logo no início e passei a me apegar a eles, super ansiosa pra saber se elas conseguiriam escapar, e quais eram os segredos que aquele temido lugar guardava.

É uma leitura que consegue te transportar pra época e te faz ter uma clara visão de como as mulheres sempre sofreram e por coisas que nem de fato ocorriam.

Este livro fala um pouco sobre como tentam calar a sua voz, e que na maioria das vezes, somos sempre tachadas de culpadas.

Eu sofri com as garotas Madalenas, e torci tanto por um final feliz, mesmo sabendo que existem marcas e coisas que somos obrigados a nos submeter, que acabamos levando para toda a vida e que são capazes de “matar” até a alma mais positiva e brilhante.

Cruel e triste saber que muito do que está ali, por mais que seja “escondido”, é muito real mesmo atualmente.

Resenha: um casamento conveniente / Tessa Dare

Resenha: um casamento conveniente / Tessa Dare

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

256 páginas || @tessa_dare || @editoragutenberg


Sinopse: Com metade do rosto marcado e desfigurado pela guerra, não foi só a aparência do Duque de Ashbury que sofreu mudanças: a rejeição e o olhar de desprezo das pessoas mutilaram também o seu interior. E, já que precisa viver às sombras da sociedade, ele decide que passará seus dias perambulando por Londres durante a noite para assustar todos que cruzarem seu caminho.

Mas o tempo passa, e em posse de um grande título, o duque sabe que precisará cumprir o dever de conseguir um herdeiro para seu ducado. Para isso, só existe uma regra: encontrar uma mulher que aceite um casamento de conveniência, lhe dê um herdeiro e desapareça de sua vida.

Quando Emma Gladstone, uma costureira, aparece na casa de Ashbury para exigir o pagamento de uma dívida, ele vê ali uma grande oportunidade de acordo e lhe faz a proposta de casamento. Mas o duque deixa claro que, assim que Emma engravidar, ela deverá partir para o interior e sumir para sempre.

Ele precisa de um herdeiro. Ela precisa de um bom casamento. Os dois estão dispostos a tudo, desde que não envolva seus corações. Mas será que o amor cabe nas entrelinhas de um contrato?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UM CASAMENTO CONVENIENTE, que eu recebi em parceria com a Editora Gutenberg.

O Duque de Ashbury, sabe o poder que tem seu título. E sabe que um dos seus principais ofícios é conseguir um herdeiro para o seu ducado.

Porém, essa tarefa não é tão fácil.

Por causa da guerra, hoje seu rosto e corpo estão desfigurados.

Sabendo que encontrar uma esposa não será uma tarefa fácil, ele propõe para a costureira, Emma que aceite um casamento arranjado em troca de que, quando estivesse grávida, ela teria uma vida tranquila e longe dele no campo.

Mas será, que eles lerão as entrelinhas do contrato?

🌷VICIANTE.

Acho que essa palavra resume bem o que foi este livro para mim.

Quem acompanhou meus storys, viu que eu li em menos de 24 horas.

E isso só pode dizer uma coisa, que obviamente eu amei a leitura.

A Tessa é uma daquelas autoras que conseguem prender a sua atenção logo nas primeiras páginas e com este livro não foi diferente.

Que química incrível do casal.

Sabe aquele casal que você vê que tem aquele “Q” a mais? Pois este casal é assim.

Você fica tão encantado logo nas primeiras páginas pela história dos dois, que é impossível você não se apaixonar.

É uma história no estilo, A bela e a fera, onde o mocinho foge dos padrões de beleza e a mocinha tem a força necessária para fazê-lo se enxergar como é o seu coração, ou seja, ela mostra pra ele o quanto ele é belo por dentro e por fora.

Eu sou suspeita pelo tema, já que casamentos arranjados são um dos meus temas favoritos, podem falar o que for, mas um clichê bem escrito como os da Tessa, são os melhores que existem.

Além disso, quando mistura um Duque e uma plebéia, meu coração se preenche mais ainda.

Agora, neste momento me faltam palavras pra descrever o quanto eu amei este casal, o quanto eu amei este livro, e o quanto eu amei que mais uma vez, a beleza interior se sobrepõe a exterior e te mostra que o coração não escolhe por quem se apaixonar, e que o belo depende dos olhos de quem o vê.

Incrível, incrível e incrível! Eu amei. E quem leu ou ainda vai ler, tenho certeza de que vai amar.

Resenha: A lista do ódio / Jennifer Brown

Resenha: A lista do ódio / Jennifer Brown

 

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

334 páginas || @jenbrownjenscott || @editoragutenberg


Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista das pessoas e das coisas que ela e Nick odiavam. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, depois de passar o verão reclusa, se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista do ódio, de Jennifer Brown, é um romance instigante; leitura obrigatória, profunda e comovente. “Esta edição contém o spin-off Diga alguma coisa”.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A LISTA DO ÓDIO, que recebi em parceria com a Editora Gutenberg.

Nick Levill entrou armado no refeitório do colégio onde estudava e matou vários estudantes.

Neste atentado, uma das pessoas baleadas foi sua namorada Valerie Leftman, que foi baleada ao ajudar uma outra aluna.

Porém, Valerie também é considerada culpada do atentado, já que as pessoas que seu namorado matou, são pessoas oriundas de uma lista no qual ela ajudou a criar.

Agora, de volta à escola e vendo muitos alunos a odiarem, já que acreditam que ela sabia do que aconteceria, ela tenta voltar sua vida ao normal.

Mas como voltar ao normal quando sua família tem medo de você? E como viver sem o homem pelo qual foi apaixonada e que todos acham que é um monstro? A vida não é fácil. Será que um trauma assim muda as pessoas?

⠀⠀⠀⠀

🌷Este livro me fez pensar em muitas coisas, em todo momento eu fiquei pensando em como o bullying faz mal para as pessoas.

Este livro me fez lembrar o caso de Columbine, do caso de Suzano, e de tantos outros e todos provavelmente pelo mesmo motivo, por pessoas que eram renegadas e que sofriam em silêncio.

Me fez pensar em como a tragédia muda as pessoas, em como alguns infelizmente ainda sofrem com isso.

Este livro é tão real. É tão forte. É incrível!

Ele te faz pensar. Ele te prende, e te puxa pra história com ele. Ele faz você repensar nas atitudes e ficar triste de pensar que muitos ainda sofrem com isso e infelizmente muitos ainda vão sofrer.

A Jennifer é incrível em nós mostrar a realidade de uma forma nua e crua. Não tenho palavras pra descrever todos os sentimentos que eu senti ao ler este livro.

Só posso pedir que leia ele, porque precisamos falar sobre isso. Precisamos prestar atenção nas pessoas que sofrem com o bullying. Precisamos olhar para as pessoas que tem depressão e que muitas vezes não percebem. Precisamos olhar para os sobreviventes, sejam eles quem forem.