Resenha – Escola dos Mortos / Karine Vidal

Resenha – Escola dos Mortos / Karine Vidal

Resenha

Escola dos Mortos

Karine Vidal

590 páginas || Editora Skull


Sinopse: Lara Valente irá morrer. Mas sua história não termina por aqui. Pelo contrário: é aí que ela começa.
A jovem carioca será enviada para um misterioso internato na Inglaterra. Mas o lugar esconde um segredo. Lara se deparará com vozes de gente morta em gravadores, assassinatos misteriosos no colégio, meninas mortas que ainda moram nos quartos, e um despertar assustador num caixão.
Tudo isso vai leva-la a descobrir que, por trás da fachada da Escola dos Sotrom, existe uma Escola muito mais perigosa, cheia de segredos, pactos e mortes.
Nessa Escola repleta de ocultismo, Lara será assassinada. Mas sua história ainda não terminou. Ela acordará em um mundo paralelo, um universo glamouroso onde vive a nata dos melhores, escolhidos à dedo pela Morte.
A Escola dos Mortos abriga os que foram assassinados e enviados para lá. Uma sociedade escondida em que existem apenas os melhores, coexistindo em segredo com a escola dos vivos.
Adolescentes mimadas, carros luxuosos, segredos escandalosos, campeonatos, corridas e caçadas.
Lara irá se apaixonar por um homem perigoso. Luka Ivanovick, com seus olhos negros, hostis e arrogantes – repletos de ocultismo e falta de respostas. Através dele, Lara descobrirá a cruel história por trás de sua morte.
Paixão, mistério e um jogo de sedução escuro e apimentado irão acontecer entre o mundo real e o misterioso mundo noturno da Escola – até Lara descobrir que, dentro dos caixões, os mortos daquele lugar nunca dormem.


Olá, hoje trago a resenha do livro A ESCOLA DOS MORTOS, que eu recebi em parceria com a autora Karine Vidal.
⠀⠀⠀⠀
Lara Valente vivia uma vida não muito fácil, até que um homem estranho aparece e comunica que ela tem direito a uma herança desde que vá até um misterioso internato na Inglaterra. Ao chegar lá ela se depara com algo que jamais poderia imaginar. ⠀⠀⠀⠀
A escola não é nada do que ela esperava, as pessoas são sem graça e ela descobre que as mais “vivas” estão na verdade mortas, e apesar de ser alertada pra tomar cuidado, ela acaba não sendo cuidadosa o suficiente, e é assassinada.

Após sua morte, ela passa a viver ali também, em meio a um luxo no mundo dos mortos e onde sua vida irá cruzar com o misterioso Luka Ivanovick, que mostrará pra ela que a morte é muito mais do que ela jamais esperou.


🌷Quando eu penso nesse livro eu só consigo pensar em nostalgia e vou explicar porque, rs.

Em muitos momentos eu me via imersa ao mundo “Rebelde” e pra quem é da época da novela é impossível não se lembrar em vários momentos do fato de viver em um internato.


Apesar disso, no decorrer da leitura fui mudando um pouco a visão e fui me apegando ao casal de uma forma bem intensa. Eu queria muito ver eles juntos de verdade.
⠀⠀⠀⠀
Foi uma leitura bem diferente do que eu estou acostumada e adorei a forma como a autora conseguiu conduzir o livro e mesmo ao longo de quase 600 páginas me manter bem interessada.

Eu fiquei mega curiosa sobre o próximo livro, e confesso que não vejo a hora de ter ele pra mim.

Um livro diferente do que estou acostumada, mas que conseguiu me prender e me fazer adorar Sotrom e todo o universo criado no livro.

Sinopse: A Bruxa de Portobello / Paulo Coelho

Sinopse: A Bruxa de Portobello / Paulo Coelho

Sinopse

A Bruxa de Portobello

Paulo Coelho

320 páginas || Editora Paralela


Na obra de Paulo Coelho não faltam personagens fortes. São homens e mulheres que, para encontrar seu próprio caminho, precisam enfrentar a sociedade e, muitas vezes, eles mesmos.

A protagonista deste livro, Athena, faz parte desse grupo especial. Para contar sua história, Paulo Coelho recorre ao relato de diversas pessoas que a conheceram e conviveram com ela. Assim, sua vida aos poucos se revela, e o leitor constrói uma personagem forte, decidida a ir atrás da verdadeira história de sua mãe biológica.

Como encontramos a coragem para sermos sempre verdadeiros com nós mesmos – mesmo se não temos certeza de quem somos? – é a questão central deste romance com pitadas de amor, paixão, sacrifício e felicidade.

“Seu talento especial parece ser a habilidade de falar com todos de uma vez… Ele é um professor indulgente… e enfático.” — The New Yorker, Estados Unidos

“Os espiritualistas e os exploradores vão devorar ansiosamente as críticas ardentes do autor de O Alquimista sobre o amor, o medo e a busca de todas as coisas significativas.” — The Washington Post, Estados Unidos

“Paulo Coelho é o mestre da narrativa de uma busca.” — Marie Claire, Estados Unidos

Resenha: Conto – Baba Yaga e Vasilissa, a Bela

Resenha: Conto – Baba Yaga e Vasilissa, a Bela

Conto-kindle.png

Resenha

Conto Baba Yaga e Vasilissa, a Bela

Alexander Afanasyev


Este conto faz parte da coleção com contos de fadas originais, disponível na lojinha da Editora Wish em uma edição linda e ilustrada.

Sou completamente apaixonada por recontos de fadas ou por suas verdadeiras histórias que foram mascaradas com o passar dos tempos, principalmente quando elas tem o seu toque de terror, afinal o caráter de todos esses contos são de passar lições.

Nessa história encontramos muita semelhança com a de Cinderela, Vasilissa é a personagem principal que perde sua mãe cedo e de recordação ganha dela em seu leito de morte uma bonequinha que irá aliviar todo seu pesar, depois de alimentá-la ela iria escutar e ajudar.

Seu pai casa novamente e a madrasta com suas duas filhas fazem de tudo para tornar a vida de Vasilissa ruim. Quando seu pai vai viajar, a madrasta se muda para um lugar afastado perto da floresta onde vive Baba Yaga a bruxa que come pessoas, e é assim que a madrasta tenta de todos os jeito mandar Vasilissa ir para lá.

Um belo dia ela se vê forçada a ir até a casa da bruxa em busca de fogo, chegando lá a bruxa da tarefas para ela fazer e se não cumprir todas será  o jantar dela, com a ajuda da bonequinha ela consegue cumprir todas as tarefas, a bruxa fica tão irritada com a perfeição que manda ela embora com o fogo. Chegando a casa o fogo se torna tão forte e potente que devora a madrasta e as irmãs, Vasilissa se vê sozinha e volta para o vilarejo à procura de seu pai, não o encontrando fica morando com uma vizinha e para passar o tempo começas a tecer peças de roupas que acabam encantando ao Czar da região.

E o final?  Será um final feliz depois de tanto sofrer? Terá alguma recompensa depois de tudo que teve que suportar? Essa história me lembrou de muitas outras, com um toque sombrio que deixou tudo completo e instigante, leitura leve e rápida, ótima para quem ser se aventurar e sair da ressaca.

Resenha: A sua espera e Ao seu encontro / Abbi Glines

Resenha: A sua espera e Ao seu encontro / Abbi Glines

Resenha 

A sua espera ||  Ao seu encontro

Abbi Glines

464 páginas total || Editora Arqueiro⠀⠀⠀


A sua espera – Sinopse: Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado. Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon. Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente? Nessa ardente paixão que nasce entre a doce e batalhadora Reese e o centrado e sexy Mase, Abbi Glines mais uma vez mescla tristezas da vida real com amores de contos de fada e nos faz suspirar até a última página.

Ao seu encontro – Sinopse: 

Há apenas alguns meses, um encontro inesperado numa casa em Rosemary Beach se transformou num romance de conto de fadas. Agora Reese está prestes a ir morar com Mase na fazenda dele, no Texas. Com o apoio e o amor da família do namorado e a recente descoberta de que ela mesma tem uma família com a qual contar, Reese pode enfim superar os horrores do passado e se concentrar no futuro promissor que a aguarda. No entanto, no que depender de Aida, isso não vai acontecer. A beldade loura e Mase foram criados como primos, mas logo fica claro para Reese que o amor da jovem por ele está muito longe do que se deveria ter por um parente. Ao mesmo tempo que Reese tenta entender a relação dos dois e não se sentir ameaçada, entra em cena Capitão, um estranho que parece estar, convenientemente, em todos os lugares que ela frequenta. Bonito, sensual, misterioso e dono de uma franqueza desconcertante, ele não tem medo de dizer o que pensa de Mase – nem como se sente a respeito de Reese. Enquanto a competição pelo coração de Mase e de Reese esquenta cada vez mais, algumas perguntas em relação ao passado dela começam a ser enfim respondidas, revelando verdades chocantes que vão mudar para sempre a vida do casal. Em “Ao seu encontro”, Abbi Glines conclui a história que começou em À sua espera. Com a escrita romântica e voluptuosa que a consagrou, ela constrói mais uma narrativa envolvente, com personagens que vão mexer com as nossas emoções até o final.


Olá leitores, hoje vou trazer a resenha dos livros A SUA ESPERA e AO SEU ENCONTRO, eu decidi trazer junto, para evitar spoilers.

Mase é filho de um dos roqueiros mais famosos de Rosemary Beach, mas nunca quis se aproveitar da fama de seu pai, pelo contrário, ele prefere a tranquilidade ao lado de sua mãe em um rancho no Texas.

Porém um dia, precisando ir até Rosemary Beach e se hospedando na casa de sua irmã Nan, ele acaba conhecendo a doce empregada Reese.

Reese teve uma infância difícil e nunca confiou em homem nenhum, então quando um caubói desses demonstra interesse nela, ela acaba percebendo que este conto de fadas pode ser real.

Será que pelo homem certo vale a pena arriscar seu coração?

⠀⠀⠀⠀

🌷Apesar de já fazer algum tempo que eu finalizei está série eu simplesmente não consigo desapegar. E como estou devendo os últimos livros dessa série, resolvi trazer a resenha para vocês.

Eu amei este casal, parecia muito um conto de fadas bem no estilo Cinderella num momento mais moderno.

Ela simples, doce, meiga e um homem que poderia muito bem ser um príncipe cheio de princípios, atitude e decisão, é claro uma irmã para quer atrapalhar tudo.⠀

Eu me vi mega apaixonada pela duologia desse casal, que se completou e que mostrou que nem mesmo as dificuldades podem de serem felizes juntos.

E uma dica, quem ainda não leu essa série tem que ler. É minha favorita do gênero. Eu simplesmente não consigo esquecer nada do que acontece nela. #euleioarqueiro

Resenha: O Jogo / Elle Kennedy

Resenha: O Jogo / Elle Kennedy

Resenha

O jogo

Elle Kennedy

#resenhasmeuromeo

344 páginas || Editora Paralela


Sinopse: Talentoso, inteligente e festeiro, Dean Di Laurentis sempre consegue o que quer. Sexo, notas altas, sexo, reconhecimento, sexo… É sem dúvida um galanteador de primeira, e ainda está para encontrar uma mulher imune ao seu charme descontraído e seu jeito alegre de encarar a vida. Isto é, até ele se envolver com Allie Hayes. Em uma única noite, essa jovem atriz cheia de personalidade virou o mundo de Dean de cabeça para baixo. E agora ela quer que eles sejam apenas amigos? Dean adora um desafio, e não vai medir esforços para convencer essa mulher tão linda quanto teimosa de que uma vez não é suficiente. Mas o que começa como um simples jogo de sedução logo se torna a experiência mais incrível e surpreendente de sua vida. Afinal, quem disse que sexo, amizade e amor não podem andar de mãos dadas?


Olá, hoje trago a resenha do livro O JOGO que é o terceiro livro da série Amores Improváveis e que eu ganhei de um amigo que eu adoro.

Dean Di Laurentis é um garanhão assumido. Ele é lindo, inteligente e muito festeiro. Tem sempre um sorriso no rosto que faz todas as mulheres caírem aos seus pés.

Sua vida era regada de festas, mulheres e muito hóquei, até que um dia a melhor amiga da namorada de um dos seus melhores amigos aparece na sua casa avisando que terá que passar o final de semana lá.

Allie é decidida e inteligente, e terminou com seu agora ex-namorado recentemente e para fugir da insistência dele em vê-la ela não vê outra saída a não ser ir dormir em outro lugar. E quando chega na casa do namorado de sua melhor amiga jamais imaginou que sua vida mudaria justamente pelo maior festeiro da Universidade Briar.

Ela virou a vida dele de cabeça pra baixo e agora não quer nada com ele. Ele não é de querer “segunda rodada” mas não consegue tirar ela da cabeça. Como fazê-la mudar de ideia e embarcar num relacionamento casual? E como Allie vai proteger seu coração quando se vê diante da vida de Dean Di Laurentis?

O jogo está apenas começando. Você está preparado?

 

⠀⠀Squish. É o barulho do meu coração explodindo. Porque está tão cheio de amor que não consegue mais se conter.

 

🌷Toda vez que eu lembro que eu demorei tanto pra concluir essa série eu quero bater em mim mesma. ⠀⠀

Sério! Eu não sei porque adiei tanto pra ler algo que eu sabia que iria amar. Talvez medo de me decepcionar? Enfim, graças aos deuses esse livro me surpreendeu demais.

Apesar do clássico clichê mocinho galinha e mocinha certinha é impossível não se render à escrita da Elle. Ela tem um jeito único de contar uma história adolescente e te fisgar querendo saber o que vai acontecer.

As reviravoltas são sempre gratas surpresas e sempre pontuadas de forma fácil e encantadora. ⠀⠀

Eu tentei não chorar no final, eu juro! Mas não consegui é claro.

Uma história fofa, de amadurecimento dos personagens e que demonstra que o amor não tem hora pra acontecer e que tudo pode nos surpreender.

Leiam essa série toda porque vale a pena e tenho a certeza de que é uma das minhas favoritas.

Resenha: O Duque e eu / Júlia Quinn

Resenha: O Duque e eu / Júlia Quinn

Resenha

O Duque e eu

#resenhasmeuromeo

288 páginas || Editora Arqueiro


Sinopse: “Julia Quinn é nossa Jane Austen contemporânea.” – Jill Barnett “Inteligente e divertido.” – revista Time Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida. Primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, O duque e eu é uma bela história sobre o poder do amor, contada com o senso de humor afiado e a sensibilidade que são marcas registradas de Julia Quinn, autora com 8 milhões de exemplares vendidos.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro O DUQUE E EU, no qual eu já postei a resenha aqui a um tempo, mas resolvi repostar ela.

Simon Basset mais conhecido como Duque de Hastings é um jovem lindo, rico e solteiro. E numa época onde casar era algo importantíssimo esse Duque fugia de casamentos loucamente.

E aí entra em cena a linda e doce Daphne Bridgerton, irmã do melhor amigo de Simon, e que ao contrário dele está desesperada por um marido, mas infelizmente a sorte não está do seu lado e todos os pretendentes são inadequados.

E então ambos armam um plano que pode beneficia-los: ele fingira que a corteja e logo aumentará o número de pretendentes e em contra partida ele conseguirá se manter distante das mães desesperadas para casarem suas filhas com um bom partido.

Uma solteira procurando um marido e um homem que nunca quer se casar pode dar o que? Muita, mas muita confusão.

 

“- Eu amo você sabe? Eu amo você mas detesto o que está fazendo consigo mesmo. – Ela respirou fundo. – E comigo. Destesto o que você está fazendo comigo.”

 

🌷O Duque e eu foi o primeiro romance de época que eu li, e posso dizer, que simplesmente viciei (o que o diga minha estante e minhas muitas postagens aqui).

Eu não conhecia ainda romances de época e tinha um medo de ler e não gostar, mas dei uma chance a esse romance que conta a história da família Bridgerton me deixou apaixonada!

Não quero dar spoilers, mas sabe aquele romance gostoso? Pois então é ele. Eu achava que por ser de época seria chato e pacato, mas ao contrário ele me prendeu, me encantou e me fez suspirar querendo ter nascido naquela época.

Um romance puro, lindo e de uma leitura tão fluida e gostosa, que fica difícil não se apaixonar.

A propósito é uma série contando a história de cada um dos 8 membros da família Bridgerton, e aproveitando que logo teremos a série resolvi postar a série completa pra vocês.

Enfim, eu amei e super indico, e vocês o que acharam? #euleioarqueiro

Resenha – O Cemitério / Stephen King

Resenha – O Cemitério / Stephen King

WhatsApp Image 2018-09-13 at 12.22.22Resenha

O Cemitério

Stephen King

424 páginas || Editora Suma Das Letras


Sinopse: Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um “cemitério” no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação.

Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro Cemitério do rei do terror Stephen King.

Mais uma vez o rei me deixa sem palavras e em total estado de estupor durante toda a leitura dessa história. A questão mais trabalhada nessa trama é a morte e suas consequências nas pessoas que a presenciam e que precisam lidar com ela, seja desde animais até mesmo pessoas. Cada um tem sua crença e sua maneira de lidar com a situação, mas na cidade Ludlow nada é tão simples como aparenta ser.

Louis se muda para essa nova cidade com a esposa Rachel e seus filhos Ellie e Gage e logo no primeiro dia faz amizade com Jud seu vizinho, um senhor que teria idade para ser seu pai, e é através dele que a família conhece a trilha e o “cemitério de bichos” que as crianças cuidam com todo carinho.

A vida vai indo bem no trabalho, em casa e na comunidade, mas essa pacificidade começa a abalar quando o gato da família é morto na estrada. Jud leva Louis a outro cemitério, uma extensão do primeiro e conta toda a história do lugar. No outro dia o gato aparece vivo o que deixa-o transtornado e cheio de perguntas.

A cidade carrega uma energia negativa dos antepassados, esse cemitério pode trazer os mortos à vida, porem não devolve o individuo igual ao que era antes, ele volta diferente e nem sempre para o lado bom.

Tudo está em perfeita ordem até acontecer uma fatalidade na família o que nos leva a questionar o que uma pessoa é capaz de fazer para acabar com a dor da morte.