Resenha – Lick / Kylie Scott

Resenha – Lick / Kylie Scott

 

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

304 páginas || @authorkyliescott || @universodoslivros


Sinopse: Uma noite de aventuras. Um casamento inusitado. E uma ardente história de amor… No impulso de uma noite de diversão e bebedeira em Las Vegas, Evelyn Thomas casou-se com um desconhecido. No dia seguinte, porém, ela se deu conta de que aquilo fora um terrível engano. Então, decidiu manter este pequeno deslize em segredo. O que Evelyn não sabia era que havia se tornado a esposa do cobiçado David Ferris, guitarrista da famosa banda de rock Stage Dive. Agora, ao retornar para sua casa em Portland, ela terá de enfrentar as perseguições de repórteres, fugir às loucuras das fãs do astro e ainda encarar sua família, que não demonstrou nenhum contentamento com o ímpeto matrimonial da jovem filha. Será que Evelyn conseguirá resistir às delícias de David a fim de permanecer como “a garota certinha” ou decidirá embarcar nessa glamourosa aventura junto ao marido rockstar?


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro LICK, que é o primeiro livro da série Stage Dive.

Evelyn Thomas está com uma ressaca terrível e só se lembra de alguns momentos da noite passada.

E quando ela da por si, percebe que ao seu lado está um completo desconhecido.

O que ela não esperava era que esse desconhecido acaba informando a ela que eles se casaram na noite passada.

Acreditando que o que acontece em Vegas, fica em Vegas, ela retorna para Portland achando que sua vida continuaria normal.

O que ela jamais esperou era que tivesse casado com David Farris um dos maiores rock star do mundo.

Como se manter no anonimato quando todos descobrem de seu casamento repentino? Como terminar com tudo quando acaba tendo que conviver um pouco com seu desconhecido marido.

⠀⠀⠀⠀

Viver com os astros do rock nem sempre é fácil.

Será que Evelyn está preparada para todos os segredos e dramas do mundo de uma estrela do rock?

⠀⠀⠀⠀

🌷Vocês gostam de conhecer novos autores? Pois bem, eu sim.

E quando uma amiga me indicou essa série, como nós temos gostos parecidos de leitura eu fui e me joguei.

E aí quando comecei a ler esse livro, eu fui sem expectativa nenhuma.

É um clichê fofo, sobre um rockeiro e uma menina simples.

Eu adoro histórias que envolvem o mundo da fama, e por mais que no começo o David pareça um pouco bruto, logo ele se mostra um homem maravilhoso.

Até porque ele é um rockeiro que só quer ter uma vida normal e ela pode trazer a leveza que ela tanto procura.

E o bom é que esse livro foi uma grata surpresa, tanto que eu li ele super rápido, porque foi uma leitura super gostosa e envolvente.

Quem ainda não conhece essa série, pode conhecer porque é um clichê beeeeem gostoso de ler.

Resenha: A Guerra dos Mundos / H. G. Wells

Resenha: A Guerra dos Mundos / H. G. Wells

 

a guerra dos mundos

Resenha

A Guerra dos Mundos

H. G. Wells

296 páginas ||  Suma das Letras


Sinopse: “Eles vieram do espaço. Eles vieram de Marte. Com tripés biomecânicos gigantes, querem conquistar a Terra e manter os humanos como escravos. Nenhuma tecnologia terrestre parece ser capaz de conter a expansão do terror pelo planeta. É o começo da guerra mais importante da história. Como a humanidade poderá resistir à investida de um potencial bélico tão superior? Publicado pela primeira vez em 1898, A guerra dos mundos aterrorizou e divertiu muitas gerações de leitores. Esta edição especial contém as ilustrações originais criadas em 1906 por Henrique Alvim Corrêa, brasileiro radicado na Bélgica. Conta também com um prefácio escrito por Braulio Tavares, uma introdução de Brian Aldiss, membro da H. G. Wells Society, e uma entrevista com H. G. Wells e o famoso cineasta Orson Welles — responsável pelo sucesso radiofônico de A guerra dos mundos em 1938 —, que fazem desta a edição definitiva para fãs de Wells. “


Eu comecei esse livro e não gostei logo de cara. Mas assim que entendi a proposta dele não consegui largar! Eu li da metade pra frente em menos de dois dias. O que é bem pouco tempo, pois ele foi escrito no século 19 então requer uma certa atenção.

Esse livro é narrado em primeira pessoa por um personagem que não nos é apresentado formalmente, (não aparece seu nome em momento algum) como um relato posterior, feito em algum momento já depois do ataque alienígena. Era bastante comum ele usar expressões como “naquele momento ainda não sabíamos” e em outros “Caro leitor”. Tudo que sabemos sobre o narrador é que ele é um escritor de ensaios filosóficos, casado, e vive em um povoado próximo a Londres, onde os primeiros marcianos chegaram. E é por meio do relato deste homem que passamos por toda a invasão marciana e sabemos seus motivos.

Eu recomendo muitooo! Esse livro é uma das obras mais importantes da ficção cientifica mundial. Leiam!!
Tem a adaptação que não e nada fiel ao livro mas que da pra você curtir aí um filme bem feito e com o Tom Cruise 😁😍

Uma curiosidade:

No dia 30 de outubro de 1938, um programa de rádio desencadeou pânico nos EUA.
Foi a dramatização do livro, transmitida às vésperas do Halloween em forma de programa jornalístico, com efeitos sonoros, gritos, a emoção dos supostos repórteres e comentaristas. Tudo dava impressão a ivasão alienigena estar sendo transmitido ao vivo.
Foi ouvido por milhões de pessoas, só que metade sintonizou quando já havia começado, perdendo a introdução que informava tratar-se do radioteatro semanal. Entraram em pânico, com aglomerações nas ruas e congestionamentos causados por ouvintes apavorados tentando fugir do perigo.

 

Resenha: 10 formas de fazer um coração sem derreter / Sarah MacLean

Resenha: 10 formas de fazer um coração sem derreter / Sarah MacLean

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

352 páginas || @sarahmaclean || @editoraarqueiro


Sinopse: “Uma história arrebatadora, sensual e comovente, que não deixa nada a dever ao primeiro livro. Os personagens nos conquistam e o ritmo perfeito da trama, junto com os diálogos magistrais, multiplica o prazer.” – Romantic Times Book Reviews

Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.

Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.

Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.

Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

“Inteligentes e românticos, os livros deSarah MacLean contêm a simplicidade e o prazer absoluto que só escritores experientes são capazes de proporcionar.

É maravilhoso imaginar as histórias que essa talentosa autora ainda vai criar.” –New York Journal of Books


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro 10 FORMAS DE FAZER UM CORAÇÃO SE DERRETER que é o segundo livro da série os números do amor.

Lady Isabel Townsend é forte, destemida, sabe ser uma dama, mas não tem medo de nada e é capaz de tudo para proteger quem ama.

E então desesperada após a morte de seu pai e tendo que cuidar de seu irmão caçula que herdara um condado, Isabel acaba tendo que se desfazer de suas coleção de estátuas de mármore.

Lorde Nicholas St. John acaba de ser eleito o partido da temporada já que uma famosa revista criou 10 formas de conquistar um dos partidos mais cobiçados.

Tudo o que ele não quer é uma esposa, e quando ele parte rumo ao Norte, devido a um pedido de um grande amigo, ele jamais imaginaria que encontraria uma mulher cheia de mistérios e força como Isabel, que faria seus planos mudarem, e ele ter um verdadeiro propósito na vida: cuidar daquela mulher.

⠀⠀⠀⠀

🌷 Eu amo a escrita da Sarah Maclean, simplesmente porque até hoje não vi uma mocinha que não seja um exemplo de mulher.

E quando eu digo exemplo, eu quero dizer que todas são fortes, destemidas, sabem bem o que querem, não se deixam abater por nada e tem um jeito de ser incrível.

E além disso, ela sabe criar mocinhos que se encaixam tão perfeitamente a elas, que não tem livro que você termine e não se apaixone.

Este foi uma grata surpresa, e apesar do meu amorzinho ainda ser o primeiro, eu amei demais este livro.

Fora que quando você revê personagens, e depois lembra que alguns ainda vão aparecer nos demais livros é impossível no criar uma conexão.

Se quer um romance para arrebatar o coração, eu com certeza te indico todas as séries da Sarah.

Mais um livro pra guardar dentro do coração.

Lançamento – O verão que mudou a minha vida / Jenny Han

Lançamento – O verão que mudou a minha vida / Jenny Han

 

Lançamento

O verão que mudou minha vida

Jenny Han

Editora Intrínseca


Sinopse: Uma garota. A primeira paixão. E um verão inesquecível.

Sempre que chegam as férias de verão, Isabel Conklin deixa para trás sua vida monótona na cidade e vai com a família para Cousins Beach. A casa de praia é seu segundo lar, e é lá que Belly reencontra as pessoas que mais ama: a melhor amiga de sua mãe, Susannah, e os filhos dela, Conrad e Jeremiah.

Ano após ano, ela tenta se aproximar de Conrad, mas nunca dá certo. Parece que o garoto nunca vai corresponder aos sentimentos de Belly. Dessa vez, no entanto, ela percebe algo diferente: Jeremiah passou a enxergá-la com outros olhos, e os dois estão cada vez mais próximos. Belly mudou. E esse verão tem tudo para ser o melhor de sua vida.


Resenha: Uma chance para o amor / Tessa Dare

Resenha: Uma chance para o amor / Tessa Dare

Resenha

Uma chance para o amor

Tessa Dare 

98 páginas || Editora Gutenberg


Uma nevasca não possui tanta fúria quanto uma solteirona desprezada.

A senhorita Elinora Browning cresceu ansiando pelo amor do belo e inteligente cavalheiro da casa ao lado… mas ele deixou a Inglaterra sem nem olhar para trás.

Em uma noite, inspirada pela bebida, Nora despejou seu coração partido no papel e escreveu um manifesto intitulado Lorde Ashwood perdeu sua oportunidade, para todas as jovens que tinham sido negligenciadas pelos homens.

Depois de se tornar famosa pelo seu brilhante texto, a Srta. Browning está a caminho de Spindle Cove para dar uma palestra na biblioteca Duas Irmãs. Mas o tempo ruim atrasa sua viagem e ela é forçada a esperar a nevasca passar com o pior companheiro possível: o próprio Lorde que destruiu seu coração. E desta vez ele finalmente parece notar a sua existência…


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA CHANCE PARA O AMOR, que é uma novela da série Spindle Cove e que eu recebi em parceria com a Editora Gutenberg.

Elinora Brownling é um escritora de sucesso.

Sua fama como escritora se deu depois que foi abandonada pelo homem que acreditava que um dia seria seu marido e revoltada com ele, ela acaba escrevendo um manifesto intitulado “Lorde Ashwood perdeu a oportunidade: a rejeição de um cavalheiro.”

Por causa de sua fama ela é chamada até a cidade de Spindle Cove, um recanto para mulheres solteiras para dar um palestra na biblioteca Dois Irmãos.

E então, partindo para sua viagem ela jamais imaginou que seu caminho cruzaria com um homem que à faria rever seus planos.

🌷Quem me conhece sabe o quanto eu sou fã da escrita da Tessa e depois que eu à conheci, meu amor por só se intensificou.

Eu já me sinto a melhor amiga de todos os personagens de Spindle Cove e perceber agora que eu ainda não disse adeus pra eles é ótimo.

O que eu mais gosto de séries com vários casais é que você fica íntima deles.

Às vezes parece que eu estou naquela taverna, ou na biblioteca, ou na casa de um deles tomando chá.

Este livro foi tão fofo e por ser curtinho, da aquele sentimento tão gostoso no coração, porque você revê personagens que amou e ainda inclui novos para se apaixonar.

Se eu recomendo o livro? Eu recomendo você ler todos, pois com certeza vai se sentir feliz e bem, como eu me senti assim que acabei.
Lançamento – Você nasceu para isso / Michelle Sacks

Lançamento – Você nasceu para isso / Michelle Sacks

Lançamento

Você nasceu para isso

Michelle Sacks

Editora Intrínseca


Sinopse: Sam Hurley, professor, e sua esposa Merry, cenógrafa, trocam os confortos de Nova York por um estilo de vida completamente diferente em uma casinha isolada na Suécia. Apesar do quadro idílico que o casal com um bebê recém-nascido em paisagens de contos de fada representa, problemas com raízes muito profundas ameaçam o relacionamento. Sam, que nunca contou à esposa que na verdade foi demitido da universidade, também mente sobre seu dia a dia na nova cidade. Merry, por sua vez, sempre escuta do marido que nasceu para ser dona de casa, mas não sabe o que fazer com o ódio que alimenta por todas as tarefas cotidianas: a jardinagem sem-fim, a arrumação da casa, o preparo de refeições para a família e os cuidados com um bebê que por ora só parece dar trabalho.

O instável equilíbrio da família se perde por completo com a visita da melhor amiga de Merry, a glamourosa Frank. Ela conhece Merry muito bem, conhece sua história, e agora, com a proximidade, é capaz de ver quem Sam realmente é. Mas Frank tem os próprios segredos, e, à medida que sua narrativa se junta à história do casal, fica claro que ela sofre pelos próprios pecados e talvez não seja capaz – ou não queira – salvar ninguém.

Você nasceu para isso retrata a escuridão que há no cerne dos relacionamentos mais íntimos. Sem heróis e permeada por uma teia de segredos, obsessão e inveja, é um relato violento de vidas que quase nunca são o que parecem e das partes de nós que não somos capazes de admitir.


Resenha: Hellraiser / Clive Barker

Resenha: Hellraiser / Clive Barker

 

capa_darksidebooks_lendo1bomlivro

Resenha

Hellraiser

Clive Barker

150 páginas || Editora Darkside Books


Sinopse: Escrito em 1986, Hellraiser – Renascido do Inferno apresentou ao público os demoníacos Cenobitas, personagens criados por Clive Barker que hoje figuram no seleto grupo de vilões ícones da cultura pop como Jason, Leatherface ou Darth Vader. Toda a perversidade desses torturadores eternos está presente em detalhes que estimulam a imaginação dos leitores e superam, de longe, o horror do cinema.

Clive Barker escreveu o romance Hellraiser – Renascido do Inferno (The Hellbound Heart, no original) já com a intenção de adaptá-lo ao cinema. O cultuado filme de 1987 seria sua estreia na direção, e ele usou o livro para mostrar todo seu talento como contador de histórias a possíveis financiadores. Nas palavras do próprio Barker: “A única maneira foi escrever o romance com a intenção específica de filmá-lo. Foi a primeira e única vez que fiz assim, e deu resultado”.
De leitura rápida e devastadora, Hellraiser – Renascido do Inferno conta a história de um homem obcecado por prazeres pouco convencionais que é tragado para o inferno. Inspirado nas afinidades peculiares do autor, o sadomasoquismo é um tema constante em sua arte.
“Por que, então, ele estava tão aflito de observá-los? Seriam as cicatrizes que cobriam cada polegada dos corpos deles, a carne cosmeticamente perfurada, cortada e infibulada, sendo a seguir coberta de cinzas? Seria o odor de baunilha que eles traziam consigo, a doçura que mal conseguia disfarçar o fedor que havia por detrás?


A maioria das pessoas conhecem essa obra de Clive Barker, por meio da adaptação cinematográfica Hellraiser, Renascido do Inferno, filme de 1987 dirigido pelo próprio Clive. Mas se você é fã do filme, não perca mais tempo, você precisa ler esse livro!
O livro te dá a visão de todos os personagens principais, mesmo sendo narrado em terceira pessoa, então você acaba sentindo todo o horror pelo qual os personagens estão passando.

Já nas primeiras páginas, você se depara aos anseios esquisitos de prazer de Frank, e para saciar esses anseios ele usa a Caixa de L’Marchant, onde a pessoa responsável pela abertura “supostamente” é contemplada com um prazer indescritível. E é em busca desse prazer que ele faz de tudo e acaba conseguindo desvendar o enigma da caixa que é uma espécie de quebra-cabeça e abri-la, mas as consequências disso são horríveis. O que é prazer para um, pode não ser prazer para outro.
Conhecida também como configuração dos lamentos e/ou cubo de L’Marchant é um dispositivo místico que atua como uma chave para outra dimensão ou plano de existência, a solução do quebra-cabeça abre um caminho para outras dimensões. Os habitantes desses reinos, os Cenobitas, são demônios que cultuam a dor como forma de prazer.

“Eles chamavam aquilo de prazer, e talvez, estivessem falando sério. Talvez, não. Era impossível de saber ao certo em se tratando deles, que eram tão irremediavelmente ambíguos.”

Então passado algum tempo, Rory, o irmão de Frank, muda para a casa deixada por sua avó,  com sua esposa Julia , essa é a mesma casa onde Frank iniciou o ritual da caixa de L’Marchant.
Logo ao entrar na casa, Julia já não gosta de cara do maior quarto, pois sentia que era um cômodo gelado e bastante úmido. Decidiu então que não seria ali com certeza o quarto do casal. Entretanto, ela estava prestes a descobrir que foi ali que Frank, seu desejo proibido, (isso mesmo, Julia nutre um “amor proibido” pelo seu cunhado) havia sucumbido aos prazeres dos Cenobitas.

Dias depois, Julia se sente atraída pelo estranho cômodo, quando uma voz que parece sair de uma das paredes se anuncia como Frank. A voz diz que o sangue derramado por Rory (dias antes, quando se machucou durante uma reforma) o despertou e que agora ele necessita de mais sangue para voltar totalmente à vida. Julia, já infeliz e amargurada com o seu casamento, concorda em ajudar Frank.

A escrita do autor é magnifica e te prende desde a primeira página. Não tem como parar de ler! Ele nos transporta para uma outra realidade, cheia de prazer e sofrimento nesse clássico do terror (Gore) cheio de sangue e muuuuita carnificina! O único ponto negativo do livro é que quando lemos, esperamos mais explicações sobre os famosos Cenobitas e eles infelizmente quase não aparecem. Mas isso não tira todo o valor do livro que é de leitura obrigatória para os fans do gênero. Antes que eu me esqueça, aviso que já vou iniciar a leitura de O Evangelho de Sangue onde é grande a promessa de nos aprofundar do universo dos Cenobitas e do famoso Pinhead, esse mesmo, o da cara cheia de espinhos (ouço muito isso…kkkk) Logo venho com a resenha para vocês.