Sinopse: O momento de voar

Sinopse: O momento de voar

COMO O EMPODERAMENTO FEMININO MUDA O MUNDO. 

O livro de estreia de Melinda Gates é um necessário e oportuno chamado à ação pelo empoderamento das mulheres.

Guiados pela crença de que todas as vidas têm o mesmo valor, Melinda Gates e seu marido, Bill, o lendário fundador da Microsoft, há anos vêm trabalhando para reduzir as desigualdades ao redor do mundo.

Em seus esforços para acabar com a pobreza, uma questão foi se tornando cada vez mais clara para Melinda: para mudar a vida de uma comunidade, o ponto de partida crucial é o empoderamento das mulheres e o fortalecimento de sua autonomia na sociedade.

Aqui, ela divide histórias inesquecíveis e apresenta dados chocantes sobre as causas que mais precisam de atenção hoje – como o combate ao casamento infantil, a universalização do acesso a métodos anticoncepcionais e o fim da desigualdade de gênero no mercado de trabalho.

Resenha: Agora e sempre / Judith McNaught

Resenha: Agora e sempre / Judith McNaught

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

406 páginas || Judith McNaught || @bertrandbrasil


Sinopse: O premiado romance histórico da autora best-seller Judith McNaught com orelha assinada por Carina Rissi. Após perder os pais em um trágico acidente, Victoria Elizabeth Seaton é enviada para a Inglaterra, onde se espera que reivindique seu lugar de direito na sociedade inglesa. Assim que chega à suntuosa propriedade de Jason Fielding, ela é vista por seu tio Charles como a mulher perfeita para o sobrinho. Assustada com a má fama do marquês de Wakefield, Tory jamais pensaria que sob a frieza e a amargura de Jason haveria lembranças de um passado doloroso a atormentá-lo. Ele, por sua vez, acredita ser incapaz de amar de verdade, quem quer que seja. Juntos, Victoria e Jason descobrirão até que ponto se pode conter um coração que quer se entregar e todos os obstáculos que só um amor verdadeiro é capaz de vencer.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro ALGO MARAVILHOSO, que eu recebi em parceria com a Editora Bertrand.

Alexandra Lawrence é uma moça franzina, que aprendeu desde a morte de seu pai e avó a assumir a responsabilidade de se cuidar sozinha.

Seu tio é um bebado, e sua mãe tem um gênio bem difícil, o que fez com que ela tivesse que aprender a cuidar da casa desde pequena.

E eis que um dia, seu caminho acaba cruzando com o arrogante e mulherengo duque de Hawthorn.

Jordan não vê vantagem nenhuma em se casar, e mesmo sabendo que precisa ter um herdeiro, ele não se sente na obrigação neste momento.

Mas então quando cruza com Alexandra, um mal entendido faz com que eles sejam obrigados a constituir matrimônio, e uma série de mal entendidos, segredos, intrigas e mistérios acaba por fazer que este casamento seja muito mais emocionante do que eles podem imaginar.

🌷Primeiramente, quem viu minha resenha do primeiro livro desta série, sabe o quando eu adorei ele e o quanto foi prazeirosa minha leitura, e claro que fui super ansiosa pra ler este livro, mas o melhor de tudo foi que ele não me decepcionou.

A princípio, eu achei que ele fosse ser uma continuação do anterior, mas este livro é uma história totalmente nova, e eu me apaixonei pelo casal.

Nele eu encontrei uma cena até então inédita nos livros que eu já li até hoje e achei muito legal.

O casal me convenceu demais, tanto que eu li junto com uma amiga e nós acabamos o livro super rápido, mesmo ele tenho suas 400 páginas.

A escrita da Judith é super fluída, você se vê envolvido pela Alexandra e pelo Duque o livro todinho.

Além disso, como ele contém um mistério eu me vi curiosa o livro todo para conseguir descobrir o que de fato aconteceu. E gostei que a autora me fez pensar em vários culpados e no final eu nem desconfiava de quem era o responsável pelo tal mistério.

É um livro fofo, onde os personagens amadurecem, aprendem a ser melhores do que eram, e que tem muitas cenas apaixonantes que me fez suspirar muito no final.

Estou super ansiosa pelo próximo da série, pois sei que eu vou amar também.

Lançamento: Trono destruído / Victoria Aveyard

Lançamento: Trono destruído / Victoria Aveyard

 

untitled

Nesta coletânea, que encerra a série A Rainha Vermelha, você vai descobrir mais sobre o universo avassalador da saga que já vendeu mais de meio milhão de exemplares no Brasil.

Trono destruído é uma coletânea essencial para todos os leitores da série best-seller de Victoria Aveyard que ficaram com vontade de passar mais tempo com os personagens depois do fim de Tempestade de guerra.
Com design especial, o livro traz os dois contos já publicados (“Canção da rainha” e “Cicatrizes de aço”), além de quatro histórias inéditas que darão aos leitores mais um vislumbre de seus personagens favoritos e a chance de conhecer caras novas.
O volume ainda conta com mapas exclusivos, bandeiras, registros sobre a história de Norta e muito mais!

Lançamento: e se fosse a gente

Lançamento: e se fosse a gente

 

81A1wQCRZcL.jpg

Becky Albertalli, autora do sucesso Com amor, Simon, se une a Adam Silvera para contar uma nova história de amor inesquecível

Em Com amor, Simon, Becky Albertalli conquistou o público jovem com sua narrativa sensível e apaixonante sobre um menino gay prestes a viver uma grande história de amor. Em E se fosse a gente?, ela se une ao escritor Adam Silvera para narrar o encontro de dois garotos que não poderiam estar em momentos mais diferentes da vida, mas que vão desafiar os poderes do universo para ficarem juntos.

De férias em Nova York, Arthur está determinado a viver uma aventura digna de um musical da Broadway antes de voltar para casa. Já Ben acabou de terminar seu primeiro relacionamento, e tudo o que mais quer é se livrar da caixa com todas as lembranças do ex-namorado.

Quando eles se conhecem em uma agência dos correios, parece que o universo está mandando um recado claro. Bem, talvez não tão claro assim, já que os dois acabam tomando rumos diferentes sem ao menos saberem o nome ou telefone um do outro.

Em meio a encontros e desencontros — sempre embalados por referências a musicais e à cultura pop ¬—, Ben e Arthur se perguntam: e se a vida não for como os musicais da Broadway e os dois não estiverem destinados a ficarem juntos? Mas e se estiverem? Aos poucos, eles percebem que às vezes as coisas não precisam ser perfeitas para darem certo e que os planos do universo podem ser mais surpreendentes do que eles imaginam.

Lançamento: Uma mulher no escuro / Raphael Montes

Lançamento: Uma mulher no escuro / Raphael Montes

 

01

Um crime brutal cometido há vinte anos, uma única sobrevivente, o retorno calculado do assassino. Em quem Victoria deve confiar? Neste thriller psicológico, Raphael Montes une romance e suspense em uma narrativa intrincada e sedutora.

Victoria Bravo tinha quatro anos quando um homem invadiu sua casa e matou sua família a facadas, pichando seus rostos com tinta preta. Única sobrevivente, ela agora é uma jovem solitária e tímida, com pesadelos frequentes e sérias dificuldades para se relacionar. Seu refúgio é ficar em casa e observar a vida alheia pelas janelas do apartamento onde mora, na Lapa, Rio de Janeiro.
Mas o passado bate à sua porta, e ela não sabe mais em quem pode confiar. Obrigada a enfrentar sua própria tragédia, Victoria embarca em uma jornada de amadurecimento e descoberta que a levará a zonas obscuras, mas também revelará as possibilidades do amor. Um psiquiatra, um amigo feito pela internet e um possível namorado ― qual dos três homens está usando tudo o que sabe para aterrorizar a vida de Vic? E o que afinal ele quer com ela?
Na literatura nacional, Raphael Montes é unanimidade quando se trata de livros de suspense. Uma mulher no escuro traz sua primeira protagonista feminina e confirma o autor como um dos mais originais da atualidade ― além de deixar o leitor intrigado do começo ao fim.

Resenha: Piloto Playboy / Vi Keeland e Penélope Ward

Resenha: Piloto Playboy / Vi Keeland e Penélope Ward

Resenha 🌷

#resenhameuromeo

276 páginas || @vi_keeland e @penelopewardauthor || @editoracharme


Sinopse: Dinheiro ou amor? Qual você escolheria? Você provavelmente acabou de responder a pergunta na sua mente pensando que é uma decisão fácil. Para mim, não é. Eu já disse que é bastante dinheiro? Muito mesmo. Eu precisava ir para longe para pensar nisso. Quando embarquei em uma viagem impulsiva, mudei o rumo ao conhecer o sexy Carter no lounge do aeroporto. Nos envolvemos em uma conversa acalorada. Depois, ele foi embora. Pensei que nunca mais fosse vê-lo. Mas o destino tinha outros planos. Surpresa! Ele era o piloto do meu voo. A surpresa maior foi a aventura que aconteceu depois que o avião pousou. Carter era perigoso e estava sempre viajando. Embora nossa conexão fosse magnética, eu sabia que era apenas temporária. Ele me dava passagens, e eu o seguia pelo mundo para lugares exóticos. Um bando de aeromoças ex dele e boatos sobre a reputação de Carter sempre estavam nos rodeando. Eu não sabia no que acreditar. Mas estava viciada. Nada mais importava. E eu ia me magoar. Porque parte de mim queria ser a garota que finalmente faria o piloto playboy se aquietar. Pelo menos, ele estava me levando para um passeio emocionante. Todas as coisas boas acabam, certo? Só que não previ como seria o nosso final.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro PILOTO PLAYBOY que eu recebi em parceria com a Editora Charme.

Kendall precisa tomar uma grande decisão que pode mudar sua vida e de toda a sua família. Perdida com essa decisão, ela acaba indo até o aeroporto em busca de uma luz e que a faça decidir para qual lugar do mundo, será mais fácil tomar essa decisão.

E então, numa lanchonete do aeroporto ela conhece o lindo e enigmático, Carter.

E durante uma conversa, Carter da um conselho para Kendall: viaje até o Rio de Janeiro e lá terá sua resposta.

O que ela não esperava era que este homem era o piloto do avião, e que este encontro mudaria suas vidas para todo o sempre.

⠀⠀⠀⠀

🌷Junte duas autoras maravilhosas e claro que você terá um livro mais do que perfeito.

Que livro lindo. Que história que te surpreende e te prende logo no primeiro capítulo.

Quando eu comecei a ler este livro, logo eu fiquei tão intrigada sobre o que pode fazer uma pessoa não ter um destino definido para viajar, que eu só pensava: eu preciso ler mais páginas deste livro.

E a medida que eu fui lendo, eu fui me conectando tanto com o Carter e com a Kendall, que parecia que os problemas deles, eram meus.

E isso é a mágica que essas autoras fazem, com uma escrita fluída, que te prende do começo ao fim, fica quase impossível você querer parar até chegar a última página.

No começo você pensa: será que a história vai me prender mesmo? Será que terá uma reviravolta que vai me surpreender e me fazer chorar? E posso dizer que sim. Existe e que eu chorei.

Chorei muito. Achei a história, por mais clichê que seja, tão única e tão forte, que você se apaixona.

Eu me apaixonei e me sinto apaixonada até agora enquanto escrevo essa resenha.

É difícil definir um sentimento, além de amor, amor, amor e mais nada.

Leiam este livro e se apaixonem. Vocês não vão se arrepender, eu garanto isso.

Sinopse: transições democráticas

Sinopse: transições democráticas

Sinopse: Como países tão diversos fizeram a transição de regimes autoritários para democráticos? Este livro apresenta uma série de entrevistas com lideranças políticas que desempenharam papel de destaque nessas transições em seus países, entre as décadas de 1980 e 1990: Fernando Henrique Cardoso, no Brasil; Patricio Aylwin e Ricardo Lagos, no Chile; Ernesto Zedillo, no México; Aleksander Kwasniewski e Tadeusz Mazowiecki, na Polônia; F. W. de Klerk e Thabo Mbeki, na África do Sul; Felipe González, na Espanha.

Esses líderes compartilham suas experiências sobre os bastidores dos processos históricos que culminaram no estabelecimento dos regimes democráticos em suas nações, com as peculiaridades de cada uma.

As entrevistas são acompanhadas de uma análise dos respectivos países feita por especialistas, além de uma resenha biográfica dos entrevistados e uma cronologia. A obra traz também um capítulo sobre a contribuição dos movimentos de mulheres nesses momentos de transição e um ensaio dos organizadores.

As lições desta obra são muito úteis para prevenir regressões da democracia para o autoritarismo.