Resenha: Amor em Manhattan

Resenha: Amor em Manhattan

Resenha 🌷

384 páginas || @sarahmorganwrites || @harlequinnbooksbrasil

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro AMOR EM MANHATTAN, primeiro livro da série “Para Nova York, com amor” e que foi publicado pela editora Harlequinn.

Paige Walker é uma mulher extremamente determinada. E quando ela é demitida do emprego dos seus sonhos, ela fica muito triste.
E então quando vem a ideia de se juntar a outras duas amigas e criar uma nova empresa de organização de eventos e concierge, ela fica super animada.

Só que ser sua própria chefe nem sempre é tão fácil.

E quando o melhor amigo de seu irmão, Jake Romano decide ajudá-la, ela sabe que pode não ter um bom plano, afinal nutre uma amor não correspondido por ele há anos.

O que começa com um negócio de trabalho, acaba se tornando bem mais.
Só que Jake não quer saber do amor. Será que Paige será capaz de mudar esse conceito em seu coração?
⠀⠀⠀⠀
🌷Sou totalmente suspeita quando pego um livro onde o amor começou na adolescência, pois é um dos meus clichês favoritos.

A Paige sofreu muito na sua infância, já que teve muitos problemas de saúde quando criança, mas isso ao invés de torná-la alguém fraca, só a tornou mais forte e determinada.

O Jake por outro lado é aquele sonho de consumo para qualquer mulher: forte, decidido, fofo e totalmente apaixonante, mas que claro não quer saber nada sobre o amor.

É um livro que te tira da ressaca literária, justamente porque é um livro leve e que logo nas primeiras páginas, já faz você se apaixonar pela trama e pelo casal principal.

Não tem nenhum drama muito forte, o que eu particularmente acho ótimo, quando pego um livro assim. Afinal, nem sempre o leitor quer sofrer ou chorar quando lê um livro.

É clichê? É sim, senhor.
É apaixonante? Do início ao fim.
Tem final feliz? E como tem.
E não é isso que nós leitores de romances queremos? Então… se joga nesse livro e vem ser feliz.

LANÇAMENTO: O REI PERVERSO

LANÇAMENTO: O REI PERVERSO

A intrigante e sangrenta continuação do best-seller do new york times, o príncipe cruel. Vencedor do goodread choice awards 2019. para sobreviver no reino das fadas, jude duarte precisou aprender muitas lições. A mais importante delas veio de seu padrasto: o poder é bem mais fácil de adquirir do que de manter. Ela achou que, depois de enganar cardan para que ele jurasse obedecê-la por um ano e um dia, sua vida se tornaria mais fácil. Mas ter qualquer influência sobre o grande rei de elfhame parece uma tarefa impossível, principalmente quando ele faz de tudo em seu poder para humilhá-la e prejudicá-la, mesmo que seu fascínio pela garota humana permaneça intacto. agora, com as ondas ameaçando engolir a terra e um alerta de traição iminente, jude precisa lutar para salvar a própria vida e a daqueles que ama, além de lutar contra seus sentimentos conflituosos por cardan no meio-tempo. Em um mundo imortal, um ano e um dia não são nada. pré-venda acompanha conjunto exclusivo de marcadores de páginas.

Resenha: História de um grande amor / Júlia Quinn

Resenha: História de um grande amor / Júlia Quinn

Resenha 🌷

288 páginas || @juliaquinnauthor || @editoraarqueiro

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR, primeiro livro da trilogia Bevelstoke e que eu recebi em parceria com a editora arqueiro.
Resenha escrita pela colaboradora Kelly.

Mesmo aos 10 anos de idade, Miranda Cheever sabia que não seria nenhuma beldade.
Seu corpo era desproporcional, não possuía os cabelos e olhos que a maioria das meninas de sua idade, e por isso acreditava que jamais encontraria um marido apropriado.

Só que durante o aniversário de 10 anos de sua amiga Olívia, ela acaba conversando com o irmão dela, Nigel Belvestoke e seu coração bate descompassado a primeira vez.

Mesmo passando 9 anos do ocorrido, Miranda ainda nutre um amor em segredo pelo irmão de sua melhor amiga, só que agora ela é uma linda jovem de 19 anos, enquanto ele é um homem amargurado e que sofreu muito nos anos que se passaram.
⠀⠀⠀⠀
🌷Todo mundo sabe que eu sou apaixonada por romance, né? Pois é, eu me derreto toda.

Começo dizendo que a Miranda é uma personagem cativante. Possuindo uma inteligente sem igual, uma língua afiada e um humor refinado, ela se destaca não somente por sua beleza, mas também por seu jeito de ser, já que se tornou uma verdadeira dama.

Do outro lado temos Turner, um personagem que na primeira aparição me deixou apaixonada, mas que infelizmente no decorrer do livro me decepcionou um pouco.

Ele passou por um trauma, e até entendo que o trauma que passou pode justificar suas atitudes, mas achei suas atitudes muito extremas, ainda mais por algo que muitos já passaram e superaram.

Pra mim ele mudou demais, e não achei a justificativa tão boa, mesmo para uma história datada do século XIX.

O livro se desenrola com a Miranda sempre indo atrás do amor do Turner, enquanto eu sentia que ele não dava nenhum valor ao coração e a paixão que ele sabia que ela nutria por ele.

Mas entenda, é somente a minha opinião, pode ser que você não ache tão complicada a forma como ele tratava a Miranda e todos ao seu redor.

Resenha: um amor conveniente

Resenha: um amor conveniente

Resenha 🌷

240 páginas || @tessa_dare || @gutenbergeditora

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UM AMOR CONVENIENTE, que eu recebi em parceria com a Gutenberg Editora.

Alexandra Mountbatten sabe fazer duas coisas muito bem.
Primeira: ela sabe ajustar relógios com o horário de greenwich e sabe observar bem as estrelas e os cometas.

E quando um mal entendido acontece e ela se vê sendo aia de duas menininhas, ela jamais pensou que sua vida mudaria para sempre.

O tutor das duas menininhas, Chase Reynand que futuramente será um Duque, acredita que elas precisam de disciplina e aprenderem a agir como damas, mas Alexandra percebe que elas só precisam de amor.

A medida que tenta convencê-lo disso, ela se vê tentada a querer passar mais tempo ao lado desse sedutor e mulherengo Duque, o que colocará tudo o que acredita em jogo.
⠀⠀⠀⠀
🌷Bastou um capítulo e eu já estava completamente envolvida com essa história.

Sabe quando no primeiro capítulo a autora consegue já te envolver e te faz ficar curiosa sobre como ela vai conduzir a história? Pois é.

Quem me conhece sabe o quanto eu sou fã da escrita da Tessa, tanto que já li todos os livros e tenho um carinho enorme por eles, e claro que quando tive a chance de ler esse, eu não a perdi.

A Alexandra é tudo o que uma mocinha precisa ser: ela é forte, destemida, fala o que pensa e tem um coração tão grande e puro que é impossível não simpatizar com ela a primeira vista.

O Chase é aquele mocinho que na primeira vez que ele abre a boca, você já sabe que vai amá-lo loucamente, e não duvide quando eu digo que você irá.

A história toda é fascinante, e me vi tão envolvida nela, que eu comecei de manhã e meia noite do mesmo dia eu já estava acabando, de tanto que eu fiquei envolvida e querendo chegar ao final feliz.

A Tessa não decepciona mais uma vez, e me deixa cada vez mais fã da sua escrita, completamente ansiosa para o próximo livro dessa série.

Se você é fã de romance de época e ainda não conhece essa série, tem o primeiro livro resenhado aqui no IG.

Espero que tenham gostado e até a próxima resenha.

RESENHA: UMA ESCADA PARA O CÉU / JOHN BOYNE

RESENHA: UMA ESCADA PARA O CÉU / JOHN BOYNE

Resenha 🌷
#resenhameuromeo

336 páginas || @john_boyne ||@taglivros


Maurice Swift é um homem bonito, charmoso e sedento por sucesso. A única coisa que lhe falta é talento, mas ele não deixará que esse mero detalhe atrapalhe seu caminho. Afinal, um aspirante a escritor pode encontrar inspiração em qualquer lugar – mesmo que tenha que se apropriar das histórias dos outros. Trabalhando como garçom num hotel de Berlim Ocidental em 1988, Maurice se vê diante da oportunidade ideal: um encontro fortuito com o famoso autor Erick Ackermann. Ele logo cai nas graças do consagrado (mas desesperadamente solitário) romancista e descobre um terrível segredo sobre suas atividades durante a guerra – o material perfeito para um primeiro romance. Depois de alcançar a fama literária, Maurice sabe que nada o fará desistir de manter essa sensação de poder. Passando pela Costa Amalfitana, por Manhattan e por Londres, o pseudoescritor seguirá cultivando sua capacidade de iludir e manipular, usurpando pessoas talentosas e vulneráveis na sua cínica escalada para o topo. Porém, quanto mais alto o voo, maior é a queda… No romance mais recente do autor do best-seller “O Menino do Pijama Listrado”, acompanhamos um homem brilhante, obstinado e sem escrúpulos num psicodrama vertiginoso ao melhor estilo de Patricia Highsmith, a criadora do inesquecível “O Talentoso Ripley”.


Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA ESCADA PARA O CÉU que eu recebi em parceria na caixinha literária da Tag Livros.

Maurice Swift é obcecado pelo sucesso. Sendo um aspirante a escritor, ele sabe que tem talento para a escrita, só que infelizmente lhe falta criatividade.

E então quando está trabalhando de garçom em um hotel, seu caminho acaba cruzando com o do escritor Erick Ackermann.

E então com essa aproximação totalmente fortuita, ele acaba descobrindo alguns segredos que são inspiração que faltava para que a sua obra.

Alcançando o estrelato que sempre sonhou, ele acha que agora conseguirá viver sempre assim.

Só que a sede por poder não diminui agora que alcançou o estrelado e por isso esse pseudoescritor será capaz de fazer qualquer coisa para continuar no auge.
⠀⠀⠀⠀
🌷Este livro é fascinante de inúmeras formas.
Ele conta toda a história do Maurice e sua sede por poder e o autor conseguiu transmitir de forma tão intensa os sentimentos do personagem que foi impossível não se sentir preso a obra.

Como eu odiei um personagem. Eu odiei tanto o Maurice, mas ao mesmo tempo eu me vi tão envolvida na história, que por pior os sentimentos que ele me despertava, eu não conseguia parar de ler.

A cada página lida, eu ficava pensando em qual seria agora a próxima decisão que ele tomaria, e ficava obcecada torcendo por sua queda.

Pode parecer uma ficção, mas senti pela escrita sentimentos tão reais, que eu fico pensando que de fato existem vários Maurices por aí.

E o que o autor demonstrou na obra, é que dificilmente as pessoas mudam a sua essência, que podem ocorrer mil coisas no decorrer da vida, mas o que elas são de verdade, pode permanecer quieto em um canto, mas no final sempre vem a tona.

Livro incrível e com certeza já entra como um dos favoritos do ano.